domingo, 22 de julho de 2007

Muitas coisas...

A morte é algo que me perturba, não é a toa que já foi tema de inúmeros posts por aqui.

A minha relação com a morte não era tão perturbadora há uns três anos atrás, até que ela apareceu de repente e causou um grande choque e uma triste perda.

Recentemente, ela não apareceu de repente, veio lentamente e foi bastante dolorosa.

Não pense que tenho medo de morrer, de forma alguma.

Sei que morrer pra mim é lucro. Tenho um lugar reservado lá com Papai do Céu e isso me tranqüiliza.

Mas a morte não só chega para aqueles que são próximos a mim, nem só aqueles a quem amo.

Sou o tipo de pessoa que não gosto de sentar e assistir jornais, principalmente quando as notícias são trágicas, pois tais notícias sempre me causam um impacto muito grande.

Sempre termino chorando na frente da tv quando escuto sobre a morte de alguém, mesmo que alguém fosse “ninguém” para mim, o fato de morrer mexe comigo.

Talvez nem tanto pelos que foram, mas pelo que ficaram, sabe?

É duro ter que encarar a vida, após uma perda.

Ela parece tão injusta!

Pois quando você está de luto, não importa quando o seu luto durar, outras pessoas ao seu redor continuarão seguindo suas vidas como se nada tivesse acontecido.

E ás vezes, irão te mandar seguir em frente, mas não se apresse. Espere estar preparado.

Cada um reage a sua maneira e o tempo de luto é variável.

Quando soube da trágica notícia do avião, senti-me muito triste por todas aquelas vítimas e ainda mais por todos aqueles familiares, amigos, companheiros.

Em breve, todos agirão como se nunca tivesse ocorrido. Mas só os parentes dessas vítimas lembrarão eternamente de tudo o que aconteceu.

E quem foi o culpado? Ou quem foram? Talvez nunca se saiba, talvez seja apenas mais um “acidente” sem culpados, mais um crime sem solução.

Talvez até o caso seja arquivado. E isso será justo?

Não sou a favor da vingança. Penso que a maior vingança é a justiça feita.

Mas o problema é a justiça já não é mais justa. E agora?

Ah. Falando em justiça, acabo de lembrar. Sabe Suzane? Aquela que planejou a morte dos pais?

Pois é, estão quase conseguindo que o julgamento seja anulado e ela aguarde o próximo em liberdade.

Onde já se viu, né? Só por aqui mesmo...

Enfim... comecei falando sobre a morte, falei do acidente, da (in)justiça existe no Brasil, mas acho que não cheguei a nenhuma conclusão, não é?

Talvez não haja o que concluir.

A morte continuará existindo.

As vítimas do acidente já na podem ser salvas e suas famílias terão que viver com isso.

A solução do caso, talvez culpem o piloto já que não pode mais se defender.

E quanto a justiça, talvez um dia volte a ter algum significado.

Kari Mendonça

PS.: Queria agradecer a Kaya por me presentear com o prêmio BLOG COM TOMATES.

(por favor, leia a respeito antes de indicar os seus cinco indicados)

Aqui vão os meus cinco indicados:
- Palavras de um mundo incerto
- Clube da insônia
- Que momento! (sei que já foi homenageado)
- Libélula da noite
- Rascunho de um blog (apesar de abandonado)

PS2.: Queria agracer também a Antônio por me considerar como uma das 7 Maravilhas da Blogoesfera.
Os meus indicados são:
- Palavras de um mundo incerto
- Clube da Insônia
- Libélula da noite
- Livre essência (mais um vez, porém merecido)
- MasAhh! (de novo também)
- Manifesto Sururu (apesar de abandonado)
- Buscando Sentidos (apaser de abandonado também)

10 comentários:

Marcus Vinícius disse...

A morte é algo que não dá pra entender. Quando meu pai morreu, eu fiquei depressivo por um montão de tempo, e desde essa época que eu fiquei mudando de ateu pra agnóstico. No momento eu sou apenas um cético.
Mas fica ainda mais dificild e encarar a morte.

Esquece, to falando besteira.

Abraço!

Antônio disse...

Eu e a morte não resolvemos bem a nossa relação, para que eu fale tão abertamente sobre ela. Mas sei que ela está mais perto de mim do que parece.

Tudo o que tu escreveste está certo, concordo em gênero, número, graus e radianos. Justiça pífia, centenas de famílias sentindo essa dor que não cessa e a esbórnia instaurada no país. Ter perspectiva pra quê? Só pra continuar vivo mesmo...

Bah, muito obrigado pela indicação dos tomates, acho até que vou escrever sobre isso hoje, andei lendo os direitos humanos...Obrigado mesmo.

Beijo, cuide-se!

Palavras de um mundo incerto disse...

Oi,guria!

Quando li ontem o seu comentário,e quando li novamente hoje,queria poder ter poder para correr dois mil e não sei quantos km para te dar milhões de abraço e receber de ti,esses milhões de beijos.

Obrigadíssimo pelo elogio,que me faz seguir em frente com força.

Milhões de Bjos e milhões de abraços!

Marcos Ster

Palavras de um mundo incerto disse...

Voltarei logo e lerei o post!

Com carinho!

Marcos Ster

.eu sou assim. disse...

.cheguei aqui através de alguns amigos blogueiros em comum.
.cheguei e logo dou de cara com esse post que me assusta, ou melhor, o assunto me assusta.
.a morte me impressiona da mesma forma que impressiona vc, mas eu vou um pouco mais além pq eu tb"morro de medo da morte", aliás este é um post me que ainda está pendente.

.enfim, voltarei sempre.
.bj.

.

Priscilla Pontes disse...

realmnte esse é um assunto delicado q pode despertar diferentes reações e conotações para cada pessoa, o mesmo ocorre com a perda de um ente querido...
é complicado dizer q vc vai superar, pq cada um sabe da sua dor e so que passou, tbm complicado dizer q a vida continua, ou ainda mais q as recordações sempre estarão presentes...no mais kari deixo meu forte abraço com vc, sei q como uma família estamos ausentes uns com os outros e a amizade tem q superar uma distância antes impensável, a do nossos interesses cotidianos, dos diferente rumos q a vida de cada um tem tomkado, mas saiba q sempre vc terá meu carinho!

um bjo!!
Pripa

Palavras de um mundo incerto disse...

A morte.

Será a nossa salvação?
Creio que seja,pois este mundo sombrio que nos abriga,não tem justiça e nem paz. Quem sabe num outro mundo(céu?)exista,além de justiça e paz,amor.

Não somente o amor romântico,mas o amor eterno. O que a gente acompanha na tv,rádio e internet é de desagradar qualquer pessoa de coração humano que exista por aí.

Cada vez cresce a violência,a desunião,a rebeldia e cadê o bem?

As famílias,elas sim lembraram e sofrerão para sempre por este mal ocorrido com estes seres humanos.

Isso é o resultado da corrupção,da negligência existente nas laranjas podres que percorrem o caminho do bem(?).

Marcos Ster

Ps:Eu sinto nas tuas escritas,a verdade,a sinceridade,o carinho,o amor,com que elas são esclarecidas.

Ps2:Um dia quem sabe eu apareça por aí,pra ti ver,pra ti ouvir,
que bom que existe este meio(internet)para nos falarmos, por que eu já sofro de angústia por não te ver,e por não te ouvir.

Ps3:Pensei eu que fosse um pouco menos.

Ps4:Vou ir até o Clube por qual eu torço,Grêmio,para me levar até ai, pois eles jogam contra o Naútico,quarta-feira.

Ps5:Não sou nada fanático.Me preocupo com outras coisas.
HEHEHEHHHE!!!!!!

Ps6:Com carinho!

Ps7:À distância!

Ps8:Marcos Ster

Palavras de um mundo incerto disse...

Só uma observação.

No Ps3:Eu imaginava que a distância entre POA e Recife,fosse um pouco menos.

Mas o amanhã não se sabe,e por um lugar estaremos.

Até mais!

Marcos Ster

Ps:Tenho saudade do que não acontece comigo.

kaya disse...

Eeee! Obrigadaa, Kari, pelo presente :)

Fiquei contente :)

Beijões =********

Thayana Melo disse...

Oiiii,poxa,adorei o que vc postou...
Achei bastante interessante e concordo em muitas coisas com vc!!!
Ja tinha lido outras postagens suas mais nunca tinha deixado um comentario, mais desta vez resolvi passar por aqui para te dizer que escrevesse algo bastante interessante, e que gosto muito das suas postagens...
Bom podemos mão nos conhecer mais temos uma amiga em comum...
Te "encontrei" no blog de Pri, somos amigas a bastante tempo e um dia conversando com ela falei que gostei muito do que vc escrevia e ela me disse que poderia te deixar um comentario, e aqui estou eu fazendo isso!!!
Bom espero n ter me entrometido muito...
bjinhus e que vc continue assim, escrevendo coisas bastante interessantes!!!
Ahhh, so mais uma coisinha, podes me encontrar no blog de Pri, e se quiser é so comentar!!!