sexta-feira, 31 de agosto de 2007

23 anos...


Eles não se conheciam, no entanto, ela o achava um chato. Já ele, noivo de “outra”, não tinha nenhuma opinião sobre ela. Quando a “outra” resolveu dar um tempo no noivado, ele disse que não ficaria esperado e o noivado acabou.

Uma amiga em comum resolveu apresentá-los. Ele foi buscá-la em casa e assim que o viu, ela pensou: “vou me casar com ele”. Ele pensou o mesmo a seu respeito. Saíram, tiveram uma noite agradável e em pouco tempo começaram a namorar.

Com apenas de sete meses de namoro, resolveram se casar. No dia sete de abril de 1984, noivaram, mesmo, ele estando hospitalizado devido a uma cirurgia de urgência.

Com dez meses de namoro e três de noivado, chegou o grande dia. O casamento não foi o dos seus sonhos e sim dos sonhos da mãe dela. Mas eles nem se importaram tanto, queriam apenas estar juntos.

Eles não são nem um pouco parecidos. Seus temperamentos são completamente diferentes. Ela é romântica, ele, nem tanto. Isso acaba a irritando um pouco, reclama o fato de ele não ser como ela, mas ele a ama, percebe-se isso atrás de seu jeito tímido.

Do casamento, nasceram duas belas meninas. A relação dos quatro é de causar inveja. Quando estão juntos, parecem apenas bons amigos. Não existe formalidade entre eles. Existe respeito, mas também a liberdade de expressão.

Cada um fala o que pensa e assim vivem em harmonia. Brigam, claro, como toda boa família, mas no fim, sempre acabam se entendo e tudo acaba bem.

Hoje, eles fazem 23 anos de casados. Algo raro nos dias de hoje.

Vinte e três anos de muitas coisas. De amor. De cumplicidade. De brigas. De paixão. De discussões. De decepções. De alegrias, tristezas, sorrisos e lágrimas.

Não é fácil conviver com alguém por tanto tempo. Como já ouvi dizer: “o casamento é uma eterna construção. Cada dia se coloca um tijolinho.” E é isso que eles vem fazendo todos os dias.

Admiro-os por tal vitória (sim, considero o fato de permanecerem casados uma vitória). Desejo poder viver com alguém assim um dia. E agradeço a Deus, todos os dias, por ser fruto desse relacionamento tão bonito.

-Um beijo
Kari Mendonça

4 comentários:

Thayana Melo disse...

Que lindo kari!!!
Poxa hj em dia realmente 23 anos de puro amor é raro mesmo!
Gostaria muito tambem de viver assim com alguem...
E nunca deixe de agradecer sempre a Deus por essa uniao agradavel!!!
Desejo a eles todo o amor do mundo e que a cada dia que se passe sejam mais felizes...
Um enorme beijo para eles...
E que tudo continue sempre como é!!!
Parabens...Essa é uma data mesmo muito importante!!!
Parabens mais uma vez...
E...
que sejam felizes para sempre!!!
Bjo

Priscilla Pontes disse...

Que Deus abençõe e ilumine a todos vcs e que venham mais 23 anos!
Infelizmente hj em dia é raro encontar um relacionamento duradouro e as famílias tem perdido seu significado de união, companheirismo, de evoluir um ao lado do outro, cuidando um do outro...
então é sempre lindo ver focos de amor e união espalhados por aí!

Bjos!

Thamy disse...

Eh..parabéns pelos 23 anos de ksamento de seus pais e q renderam bons frutos e q continue assim por todas as gerações!
Primeira vez q venhu aki e amei seu blog!
Visista o meu qndo puder!
Bjuxxxxxxxx

Palavras de um mundo incerto disse...

Lindo, Kari!

Muita luz e muito amor pra ti e família!

Bjão!!!

Marcos Ster