sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Um par de olhos

A caminho da faculdade, ele me olhou. Não como outros, pois não olhou para mim, mas para os meus olhos. Olhei-o fixamente também. Decidi não desviar o olhar enquanto nos aproximávamos. Após alguns longos segundos, quase nos esbarramos e ele desviou, olhei mais um instante, e fiz o mesmo.

Não o consegui tirar da cabeça, e nem ao menos, esquecer aquele olhar. Ele era bonito, tenho que confessar que reparei, mas isso não vem ao caso. Passei o resto do caminho pensando naquele olhar, ou melhor, naquela “troca de olhares”. Foi intenso, mas foi rápido.

Percebi que nunca mais verei aqueles olhos e nem aquele olhar que tanto me chamou atenção. Mas afinal, por que me chamou tanta atenção um simples par de olhos encontrados no meio de um caminho?

Na verdade eu não sei porque ainda estou pensando naqueles rápidos segundos. Talvez porque eles me façam pensar nas inúmeras pessoas que atravessam a minha vida por um curto período de tempo.

Sempre que ando pela rua, coisa que gosto de fazer com muita freqüência, apesar de parecer bastante “desligada”, como me disseram certa vez, eu presto bastante atenção a tudo ao meu redor.

Reparo em tudo que está acontecendo. Fico imaginando como será a vida de cada uma daquelas pessoas. O que elas fazem no seu dia-a-dia. Pergunto-me se elas têm alguém especial esperando em casa, se amam ou se tem filhos.

Fico imaginando que sim ou que não, a cada uma das perguntas e a minha mente vira um filme sobre a vida de cada uma delas. Parece louco, eu sei. Mas são coisas da mente, que culpa tenho eu, afinal?

Sempre penso que qualquer um pode virar alvo de um conto ou de alguma estória desse blog, e com aqueles olhos não foi diferente. No entanto, a diferente está em não ter pensado sobre a vida do dono do par de olhos. Não me perguntei o que ele faz e nem se tem alguém especial em sua vida.

Lembrando agora, acho que ele estava indo ou voltando da aula. Não tenho certeza, mas acho que vi um caderno. Sua blusa era cinza e a calça preta. Reparei tudo isso enquanto apenas lhe olhava os olhos. Juro que não virei depois que ele passou.

Talvez nos encontremos algum dia. Mas espero que não aconteça, ou aqueles rápidos segundos perderão todo o encanto. E, talvez eu nunca esqueça aquele par de olhos, tamanha foi a intensidade. E essa sim faz com que valha a pena lembrar pra sempre daquele par de olhos castanhos.

No entanto, depois de pensar mais um pouco sobre aquele momento, de lembrar daqueles segundos tão intensos em que aquele olhar me penetrou a alma, desejei que aqueles olhos não fossem castanhos, mas sim, um certo par de olhos verdes.


Kari Mendonça

27 comentários:

Somente EU mesma disse...

É tem olhos que são marcantes e nos paralisam, nos fazem pensar e lembrar de pessoas que muitas vezes não queremos lembrar ou que não lembramos mais...

Bjs

Janaína

Pripa Pontes disse...

ah tbm ando pela rua imaginando o que aquelas pessoas fazem e quantas vezes elas já devem ter cruzado meus caminhos e eu nem dei conta...estranho não, tanta gente junta, sem ao menos se conhecer...
ah o olhar quão profundo é... o olhar, as janelas da alma.

"um certo par de olhos.." ^^

Bjos.

Katarine disse...

Hummm
Certa vez uma pessoa me disse que eu sou muito transparente, pois converso olhando nos olhos...
Sabe, sempre gostei de olhar nos olhos da pessoa, pois assim posso 'compreender' melhor, de certa forma, o que a pessoa está realmente sentindo naquele momento, se está sendo cincera.
'Bem aventurados' aqueles que sabem mentir com os olhos, pois eu não consigo e é com eles que demosntro minha fraqueza. Mas olha, tenho certeza que nem sempre alguém consegue enganar usando os olhos.
Mas sei como é se impressionar com os olhares das pessoas.
Sabe, exatamente por ter esse 'costume' de olhar nos olhos, posso imaginar o quanto as pessoas são tristes, ou curiosas... Engraçado, por várias vezes me peguei pensando como seria a vida de uma pessoa alheia, que vejo na rua. Somente pelo olhar delas.
Mas entre tantos olhares, eu ainda prefiro um certo 'olhar castanho' que me vê todos os dias.
:)
Como sempre... amei!!

Katarine disse...

Ah! E como semrpe, acabo de publicar um "post" e não um comentários, rs...

Ah de novo!...
A música é... simplesmente, Maria Rita!
Bjokas!

Reticências disse...

Alguém que cruzamos na rua pode nos levar a reflexões interessantes...

Os olhos nos dizem tanto...

Bjo

Palavras de um mundo incerto disse...

Adoro o olhar das pessoas, pois o olhar diz tudo. Com o olhar passa o estado emocional da pessoa. O olhar mostra a verdadeira face do ser.

Eu quando encontro alguém, presto muita atenção no olhar. Presto muita atenção nos movimentos que eles fazem.


bJOS GURIA!

Marcos Ster

Sinto que sei que sou: disse...

Hum é uma lembrança tão boa, tão inesquecivel, aconteceu comigo já e até hoje não esqueci o olhos negros de um acerta pessoa que nem sei quem é...

O Profeta disse...

Arranquei as cordas à viola
Calei este altivo tambor
Emudeci meu prazenteiro canto
Sou tecelão de sentires no vale do desamor


Bom fim de semana


Mágico beijo

Krika Muniz disse...

O que um simples olhar pode fazer com a gente... mas não um olhar qualquer... aquele que penetra a alma... poucos segundos são capazes de deixar sua marca por anos...

Beijos e bom find!!!!

Sinto que sei que sou: disse...

Agardeço muitão muitão muitão suas palavrinhas lindas
Você escreve muito lindo viu moça
Bjus Flor bom fim de semana

O pensador disse...

" AMAR É OLHAR ATRAVEZ DA PESSOA E COM ISSO PERDE-LA"...


HERBERTH REIS

A bailarina, disse...

Tem olhares que nos encantam sem qualquer palavra ou gesto, sei como é isso.!Entao, espero que naos e encontrem de novo, para nao perder o encanto.! :)
Beijos, Kari.!

Alexandre Hallais disse...

Olá doce Kari,

os olhares são escandalosos. Eles penetram...

Eu te olho e voc~e me olha e depois de encarar podemos conversar e dizer bobagens e coisas sobre nossa vida. O verde dos meus olhos são mais brilhantes quando enxergam a beleza dos teus.

Beijos minha querida...

Alexandre Hallais

Candy disse...

Kariiii
apareciii!
\o/

Vc nao imagina como minha vida ta uma loucura. Quase tive um ataque hoje! :o
Ainda bem que estava sozinha pq ia terminar descontando em que nao tem a ver! :S

Ontem ainda consegui ler seu post sobre PE.
Deu até vontade de ser mais "regional", viu?!

Apesar de me considerar mais daqui do que daí, sempre qnd vejo o mar daí... me sinto mais pernambucana meeeeeesmooo!!!
^^
Bom fds!

;****

menina lunar disse...

Ao contrário de boa parte do planeta, sempre prefiro os olhos escuros aos claros, e em especial, os castanhos; carregam em si uma morenice que eu venero, e poucas coisas são tão belas quanto a disposição dos risquinhos de certas íris marrons..

Tá, me empolguei. Hehehe..
Mas entendo que prefiras esses olhos verdes. Ele deve ter ficado contente por superar assim a intensidade daquele par de olhos neh?[rsrs]

Dei uma lida nos textos anteriores:

Nossa, amei-amei-amei esse texto definindo o que é ser pernambucano e viver nessa nossa imortal Terra dos Altos Coqueiros. Também morro de orgulho desse lugar aqui e me identifiquei com cada letrinha do texto. Se tem algo que amo mais do que ser brasileira, é ser recifense!!

Desculpa, mas vou ter de roubá-lo e vai direto pro meu relicário aqui... Excelente escolha, bom gosto extremo da queridíssima Kari, como sempre. ;D

Uhuuu!!! Ganhei prêmio?! Kari, assim vc mata Caroline, meu coração tem tido problemas em agüentar emoções fortes ultimamente.. rsrsrsrs.

Que lindo, menina. Saber que me consideras uma "Escritora da Liberdade" é uma expressão que me deixou muito feliz mesmo. Obrigada, viu? Que essa amizade à primeira vista seja perpétua!!

Ahh, outra dica de filme perfeita hein? Assisti hoje ao "Antes Que Termine o Dia" e me apaixonei pela história. Incrivelmente bela!! Chorei horrores no final, mas abafa o caso.. :P
"Em Busca da Felicidade" é o próximo da lista! Obaa!!

Te adoro, Kari!! Se cuida, e
beijo enorme pra ti.

O pensador disse...

Tava dando alguns erros dai troquei a minha url: www.o-magnata.com.br

Marcus Vinícius disse...

Várias coisas a dizer:

*Uma vez eu fiz essa de "encarar", mas foi sem querer, por que o guri era bem pobre e eu não pude deixar de reparar nisso, e logo depois que o guri passou por mim eu ouvi ele dizer "playboyzinho de merda", vê se pode...
*Quandoe eu ando na rua eu também fico pensando na vida de cada uma das pessoas que passam por mim, sobre os problemas delas, sobre se elas são felizes, se tem família, etc. Se os assassinos pensassem assim também, talvez não tivessem coragem de matar.
*Eu não duvido que tu tenha percebido tanta cosia a respeito dele sem desviar os olhos: mulheres tem visão panorâmica, homens tem visão de túnel. O que é facilmente provável já que os homens quase quebram o pescoço pra ohlar pros dotes das mulheres, e as mulheres não precisam quebrar o pescoço (o que não significa que elas não olhem também...).
*Quem seria o dono do par de olhos verdes?

Beijão!

carolina; disse...

eu sou 'tarada' por olhares.
KSOAKSOASAHSUAHS
gosto de conversar com todos olhando bem no fundo dos olhos, quem sabe assim não desvendo os segredos das pessoas?
ah que bobagem!
ksoksoaksoa

abraços!

Helena disse...

Pode ser uma vontade enorme de que ele ficasse. Será?
Mas acho que a pior parte é saber que de fato voces nao iam se ver mais. Tá, atem existe essa possibilidade mas...
ar desculpa!
Brigada pelo poema...
Bjos

Katarine disse...

Que bom que gostou do meu blog jornalístico, rs. Quero sua visita mais vezes, rs. Estou me inspirando pra um novo post... para os dois blogs, hehehehehe.

Ai, fiquei super feliz com minha trilha musical, rs. É assim que tem que ser: amigos blogueiros! Na saúde e na doença, e nas coisas da informática tb, rs.

bjokas!

Enterufter disse...

Quando chego aqui, já me deparo com uma vasta produção.

1- Vou assistir aquele filme.
2-Fiquei MORRENDO de vontade de conhecer o Recife depois daquele texto, aliás já estava com vontade, agora fiquei com mais...
3-Podem dizer qualquer coisa mais uma troca de olhares chega a ser mais intenso que um contato físico...pura verdade.

P.S.: Obrigado pelas palavras lá no meu blog. Fiquei muito feliz!!!

P.S.: Dessa vez vc comentou 1º..rsrs

Ah...Parabéns pelo prêmio, ultra-super-hiper-mega merecido.

Beijo grande!!!

Thais G. disse...

Esse par de olhos verdes me lembrou do meu amor que tem os olhos dessa cor...

bjs Kari!
Boa semaninha!

ALF disse...

Ah, minha linda, li comovido esse texto. Talvez pela forma que tu deste ao momento do olhar. Dessa troca de energia, dessa vibração extasiannte.

Reforçando o que o Jefferson disse,
uma troca de olhar pode superar qualquer contato físico. Ele se torna sublime, intenso e eterno.

Afinal, com os olhos podemos dizer tudo o que as palavras não alcançam, e tudo o que a pele não sente.

;)

Beijos.
Uma linda semana pra ti Kari amiga.

E obrigado de coração o carinho que depositas no meu blog. Amo de verdade.

:**

Outro mega super beijo.

Mylene Ribeiro disse...

Ai Kari q lindo !!!!

Isso sempre acontece comigo por incrível q pareça !

Sempre olho nos olhos das pessoas na rua, até parece coisa de gente d maluca, mas as vezes um olhar fala mais q mil palavras .

Bjao

Auíri Au disse...

Quando isso acontece você não sabe o que fazer...
o bom mesmo é imaginar
sonhar
fantasiar



beijos

Katarine disse...

Ah, pode deixar. Não deixar que meu blog vire uma obrigação. Rs.

Ana Carolina... impossível não colocar cada música dela em um momentos de nossas vidas.

Cantora, música, poeta.
Ela é 10.

Bjokas!

Candinha disse...

linda demais aquela crônica do fotolog né, karê?? tu precisa ler ela completa, na íntegra!! ^^ tu bloqueou os comentários no fotolog, eu tive q correr pro blog!! :D

eeei, PERFEITO esse post do "Ser Pernambucano é.." PERFEEEEITO!! ^^

beeijo, amiga! ;*