segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Sabe, a vida nem sempre sai como planejamos...

Ninguém começa algo esperando o seu fim, exceto algumas coisas, claro. Mas ninguém entra num relacionamento esperando que ele termine. E ninguém vive pensando que tudo pode simplesmente acabar de uma hora para a outra.

É, mas algumas coisas chegam ao fim, querendo ou não. Às vezes o amor foi acabando aos poucos para um e foi um choque demonstrar isso para o outro. Uma relação pode acabar por inúmeros motivos, e você nem sempre está preparado para esse fim.

Quando se entra numa relação, se planeja ficar com o outro por toda a sua vida. E não venha me dizer que isso é pensar alto demais ou coisa parecida, afinal, por que alguém começaria um namoro pensando em acabá-lo em cerca de um ano, por exemplo?

E, parece que, quando mais dura uma relação, mais as coisas parecem concretas, e a certeza de que o “felizes para sempre” realmente vai existir. Mas, relação duradoura não quer dizer que “até que a morte os separe” realmente vai acontecer.

Mas afinal, quem vai ficar pensando no fim do seu relacionamento quando tudo parece tão bem? Ninguém, ou talvez algum lunático, não sei, mas enfim... O que estou querendo dizer é que, a vida, de vez em quando, apronta algumas com a gente.

E nem sempre estamos preparados para enfrentar essas situações. A dor é enorme e parece a cada dia maior. O choro parece interminável. O seu coração chega a parecer “uma ervilha de tão pequeno. É um vazio, uma dor... E parece que não vai acabar nunca.”.

Mas acaba! E uma das piores coisas para se ouvir em meio às lágrimas, é quando alguém diz que “vai passar”, ou que “o tempo resolve tudo” ou que simplesmente “você vai superar”. Dá uma vontade enorme de gritar. Você tem vontade de dizer em alto e bom som: “eu não quero que passe, eu não quero seguir em frente, não desse jeito”.

Como disse Leoni, “mas o pior é pensar, que isso um dia vai cicatrizar...”. É sim... Em meio a dor, quando as feridas estão abertas e ainda queimando, é terrível pensar que vai, de fato, cicatrizar e que você vai acabar seguindo em frente. E não adianta dizer que você não consegue pensar nisso, é inevitável.

Dói pensar que nada saiu como planejado. Que tudo o que você havia pensando foi “por água abaixo”, e talvez a culpa não seja sua e de ninguém. Talvez tivesse apenas que acontecer.

O tempo que vocês passaram juntos foi bom, claro que foi. Tiveram as suas brigas, mas tiveram maravilhosos momentos juntos. Foram anos de aprendizado e amadurecimento. È difícil pensar nisso, mas talvez vocês não tenham sido feitos um para o outro.

E eu sei que dói. Dói muito. Mas algumas coisas são feitas pra doer mesmo, sabe? Pois é a dor que nos faz mais fortes e que nos ajuda a levantar e seguir mais decididos daquilo que queremos.

Há quem critique a dor e as lágrimas, mas elas são ótimas professoras da vida. Ambas machucam, e machucam muito, mas o tempo há de ajudar aqueles que sofrem e há de cicatrizar os corações arrebentados.

E então, quando levantarmos da queda, e percebermos que nada saiu como planejado, não há nada melhor do que fazer novos planos, novas metas e continuar seguindo em frente...



Kari Mendonça,
em uma carta para uma amiga!

21 comentários:

Auíri Au disse...

Sempre em frente
com novos sonhos
novos planos
novas alegrias...




beijos

Fláh disse...

"afinal, por que alguém começaria um namoro pensando em acabá-lo em cerca de um ano"

até poderia responder esta pergunta.
mas qse smpre na minha vida td tem começo, meio e fim.

Gabyh disse...

Oii!
Lindo o post^^
E tudo que escreveu é verdade mesmo :)
adorei o seu blog,
bjxxx.

Marina disse...

Que lindas e sábias palavras Kari!
É triste mesmo quando isso acontece...quando tudo o que planejamos desmorana em questão de segundos sem que a gente consiga realmente entender o porquê, a razão daquilo tudo estar acontecendo...e sem que ao menos possamos dar um jeito de consertar tudo pra ter os planos de volta. Mas, infelizmente, acontece. E é tudo tão ruim que é praticamente impossível levar em conta que algo ainda melhor possa estar em nossa espera. As vezes, é necessário passar por tudo isso antes, para estar preparada pra esse algo novo que virá preencher a vida. Com um verdadeiro amor. Que poderá durar muito mais.
Bjos =**

candy disse...

Eiii
se eu disser uma coisa vc nao acredita...
eu nunca penso nesse negocio de ser pra sempre, felizes para sempre. Quer dizer... penso sim, mas não tenho na idéia fica alguém, entende?
É como se isso fosse acontecer um dia, com uma pessoa.

Qnd eu namorava uma amiga perguntou se eu sonhava em me casar com o Cidadão e ela ficou horrorizada qnd eu disse que não. "E pq vc namora?", ela perguntou.
Eu respondi que namorava pq gostava dele hoje, amanhã eu não sei oq vai acontecer.

Penso viver o agora. Se tá legal, ótimo! se não estiver, hora de acabar e ponto final.
É assim que penso.
E que venham muitos momentos maravilhosos ainda...
mas o futuro?!
Bem, o futuro pertence ao futuro e eu ainda estou no presente.

Boa semana, viu?!

*senti sua falta na net hoje...
tenho novidades...
hehehehe



beeeeeeeeeijooooo

*ah, pra terminar... eu sempre penso nisso sabia: isso vai passar! é fase! E cicatriza rapido.

Antônio disse...

Eita, texto danado da peste!

Tem certeza que foi pra uma amiga que tu escreveu? Não foi pra mim?

Que coisa...

Beijão!

Uma vencedora disse...

Amiga...

Vc falou tudo!!!

E não consigo nem comentar mais, pois tudo que vc disse a sua amiga, queria muito que um dia eu pudesse ter certeza que aconteceria comigo...

Bjs

Janaína

O Véio disse...

Concordo com a Flah. Tudo que tem começo, tem também meio e fim. Seja com a morte, ou antes dela. E todo fim é um começo em si...

Acho que o importante mesmo é saber que a experiência teve sua razão de ser, que a missão foi cumprida (seja lá qual for a missão), porque tudo tem uma razão de ser. Nada acontece por acaso. Penso que "somos seres espirituais tendo uma experiência material", como algum guru indiano deve ter dito (bom, alguém disse isso, só não me lembro quem! :-P). Portanto, há muito mais coisas ocultas, coisas mais importantes.

"Há mais mistérios entre o céu e a terra do que julga nossa vã filosofia" (Isso foi Shakespeare).

Kari, a felicidade lhe persegue! E à sua amiga também! Seu talento é muito importante para não servir de farol a muito bote perdido na imensidão do mar da eternidade...

;-)

O Véio disse...

Ah, e obrigado pelos votos de felicidade, viu? Admiro muito sua alma leve inflada de poesia!!

;-)

Roberta disse...

O ruim é saber que muitos entram em relacionamentos esperando pelo fim. Não se envolvem inteiramente com o outro por temer a separação e da preferência por não se apegar. Para mim, viver o momento da melhor maneira é o que conta. Se deixar marcas boas ou ruins o “importante é que emoções eu vivi”

Espero sua visita, será um prazer voltar!

Marcus Vinícius disse...

É a história do "que seja eterno enquanto dure". Mas faça o que eu digo não faça o que eu faço, por que eu sempre tenho medo de entrar numa relacionamento por causa do medo do fim, e não só desse tipo de relacionamento, na verdade todos. Mas depois do fim, ficam as lembranças de como foi bom os momentos que passaram juntos, e tudo se resolve.

Beijão!

Katarine disse...

Engraçado, mais ou menos nessa mesma época do ano passado, eu tinha uma amiga nessa situação... E hoje ela está melhor, BEM melhor. Espero que sua amiga estejas bem, e que você esteja bem pertinho dela para abraçar e dar carinho nesse momento em que ela mais precisa disso!
bjokas!!! - beijo de amigo! hauHauHUAhuhaua.....

Bruno Oliveira / Paulo Fernando disse...

Realmente lidar com percas não faz parte muitas veszes do nosso vocabulário, mas é necessario saber lidar com elas, é dificil, e eu particularmente quando acontece algo parecido detesto quando alguém quer consolar, não há palavras que cosolem quando alguem não passa n vestibular, ou perde a namorada e ae vai... "bola pra frente" ahah, é pior ainda. Como sempre Kari vc sempre com seus temas profundos, inpirados, espontaneos e inteligentes.

Tem postagem nova lá no meu blog. Entra e comenta.

Paulo Fernando

Marjorie disse...

Karakolas lendo o texto veio um filme "enorme" na minha mente... quantas vezes passei por essa situação... (ta bom não precisa contar... rsrsrs)

Mas sabe o melhor que eu sempre fiz foi "curtir" cada fase. Essa fase é de sofrer, chorar, de sentir essa dor então viva isso. A dor da cicatrização é forte, por mais que não desejemos que cicatrize, um dia cicatrizará, mas que isso venha no seu tempo, não tente acelerar, é pior...

bem é isso... eu acho.

Qualquer coisa estou aqui.
Beijos pra tu

Mylene Ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Palavras de um mundo incerto disse...

sIM kARI, SEGUIR EM FRENTE É O CAMINHO.

Só nisso não concordo que "Às vezes o amor foi acabando aos poucos para um e foi um choque demonstrar isso para o outro.", o amor nunca acaba, apenas um ser se tornou egoísta, causando toda essa dor, em ambos. Não sou especialista neste assunto, mas se amor existisse, creio eu que não acabaria em dor e sim em paz para os dois.


Beijos querida!!!


Marcos Ster

Marcus Alexandre disse...

o negócio é mete bira pra cima...
bobeira minha, é que isso foi a primeira coisa que veio a minha cabeça profana! hahahahahaha
mas trocando em miúdos, como diria meu chefe, o barco não pode parar, temos que continuar remando!

;*

Pripa Pontes disse...

é Kari, dificilmente vc entra num namoro achando que el vai acabar...mas tbm eu nunca consegui me permitir sonhar com o "felizes para sempre" de certa forma não acredo que isso irá acontecer tão logo, mas coisas minhas, vai entender.
o difícil realmente é cicatrizar, como diz brilhamente Marina Colassanti, nessas horas ninguém quer pensar que a dor vai passar e que um outro amor virá, isso é um desrespeito ao seu coração magoado.
mas a verdade é essa, temos que seguir em frente, remendar os cacos e esperar pelo próximo até que o "felizes para sempre" aconteça..é esperimentando diferentes metades de coração até achar aquela em que o encaixe é perfeito e harmonioso.

ótimos conselhos dados para sua amiga, ótima lição.

Bjos!
Ah espero que esteja indo bem sua volta às aulas!

M.E.D.T disse...

Oi Kari,
Realmente as coisas nao acontecem da forma que queremos, e sim da forma que Deus quer né
bjssssssss

ALF disse...

É, de fato nunca pensamos no fim. Ninguém se envolve pensando que pode simplesmente desmoronar essa relação. Acima de tudo vive-se momentos felizes. Nossos pensamentos só voam por pensamentos felizes.

Claro que ao acabar dói muito. Lamuriar e e dizer que o tempo passa e que vai cicatrizar é normal. Acabou, mas a vida continua, você precisa seguir em frente, firme, e continuar vivendo.
O tempo cura sim. Muitas vezes...

Sei disso porque já senti essa dor...
Creio que agora cicatrizou.


Lndo texto

Beijos

Alexsandra Moreira disse...

Que texto bacana, amei.

bjin