domingo, 20 de abril de 2008

Há "dias" e "dias"...

A vida é um eterno ciclo. E, como dizem, “há ‘dias’ e ‘dias’”.
.
Há dias em que acordaremos com um mau humor inexplicável, e acabaremos discutindo com todos ao redor. Há os dias em que chutaremos o pé da cama logo ao acordar, e este será apenas o começo de um dia difícil.
.
Há dias, no entanto, que acordaremos com um bom humor tremendo e cumprimentaremos até o pássaro na janela. Há dias em que tudo vai dar certo, exceto apenas pela discussão com o namorado.
.
Há os dias em que perderemos alguém. E é quando nos sentiremos mais incapazes por não poder fazer nada e não saber o que dizer a ninguém. Há dias em que alguns “serzinhos” vão chegar na nossa vida e nos sentiremos responsáveis por eles.
.
Há os dias em que acordaremos com uma imensa vontade de não sair da cama. Ás vezes levantaremos reclamando e seguiremos um dia normal, outras vezes, vai ser bom ficar um pouco deitado, pensando na vida, mas coisas feitas e nas por fazer...
.
Há também os dias em que começaremos a ler um livro e o leremos até o fim. Há dias em que decidiremos escrever uma carta, e perceberemos que é muito melhor que um e-mail. Ou talvez escrevamos sem destinatário, apenas por escrever, botar pra fora.
.
Há os dias em sentiremos saudade da infância, do urso de pelúcia, de alguém que já foi ou de quem mora longe. A saudade vai apertar, machucar, mas o dia vai acabar passando. Há também os dias em que desejaremos estar em outro lugar, com outras pessoas.
.
Há dias em que decidiremos não estudar e iremos ao cinema assistir a um desenho animado, após tanto tempo. Há os dias em que estaremos carentes, querendo um colo, um carinho, um beijo.
.
Mas há também as noites. Aquelas noites em que, antes de dormir, nos sentaremos na cama e agradeceremos a Deus por tudo de bom que nos anda acontecendo. E há aquelas noites em que deitaremos com a cabeça no travesseiro e choraremos perguntando quando as coisas irão melhor.
.
Há os dias que serão inesquecíveis, e há aqueles que jamais desejaremos lembrar. Porque a vida é assim e a nós, só "resta" viver.
.
.
Kari Mendonça
.
PS.: Estou sem internet em casa. O que implica em uma demora nas postagens e em uma demora maior ainda em passar nos blogs. Mas, sempre que dá, eu leio, mas nem sempre posso comentar. Um beijão e tô com saudade em...

9 comentários:

Luan Iglesias disse...

Há dias em que sairemos da rotina para olharmos para nós mesmos. É sempre bom nos observar. Os dias passam devagar quando nos deparamos com a solução de nossa essência.

Há dias e dias...

Um beijo,

Saudade.

Katarine disse...

Realmente... sempre há 'dias', e 'dias'.
Até dias em que estamos tão chatos, que nem nós mesmos nos aguentamos, rs.
Mas o que vale é saber compreender o que nos faz estar em um 'dia daqueles', e para tentar torná-lo melhor.

**Puxa, estou com muuuuuuittas saudades!!!!

Bjokas!!!!

Antônio disse...

É, e tudo influencia para a diversidade dos acontecimentos, né?
Eu, por exemplo, quando passo o fim-de-semana na fazenda, venho trabalhar com um bom humor indescritível, hehehehe.

=]

Beijão! Saudades dos teus comentários!

Reticências disse...

Há dias em q acordamos e começamos a nos dar conta desses movimentos de pensamentos e sensações. Dai tudo fica mais claro.

Saudades. ótima semana!

Flavinha disse...

Há dias e dias. E eu vim aqui te desejar dias bons ;-)

Beijo, moça bonita.

Hugo Simões disse...

Quanto tempo que não passava aqui! Que saudades de ler todo esse sentimento pulsante!
"E há aquelas noites em que deitaremos com a cabeça no travesseiro e choraremos perguntando quando as coisas irão melhor."
Tô nessa.. :/
Pelo jeito não sou o unico que estou afastado dos blogs né? Qndo puder dê uma passadinha no Rotineiro, beijão!

Marcus Vinícius disse...

Guria, fazia tempo que eu não vinha aqui! E tá show de bola o teu blog e esse texto...

Muito bem escrito e faz refletir, meus parabéns.

Beijão!

Auíri Au disse...

Sinto falta de suas palavras...

beijos

Antônio disse...

Kari! Que bom tê-la de volta nos meus comentários! Já estava saudoso de tuas palavras sempre pertinentes...

Olha, eu concordo contigo, não quis dizer que devamos aceitar o mau humor masculino. Apenas coloquei que é "menos feio" ver um homem sempre de cara amarrada, mas isso não quer dizer que não seja incômodo, né? =]

Beijão, bom retorno!