terça-feira, 15 de abril de 2008

Modernidade dependente

Estava passando pela Uol, quando percebi uma proposta para redação que falava sobre termos sido dominados pelas máquinas que criamos. Achei interessante e resolvi escrever a respeito.

De fato, nos tornamos altamente dependentes dessas máquinas que nos rodeiam. Há quem não saiba viver sem celular ou sem computador. E o caso, não é apenas o fato de não saber viver sem, mas de não “poder”.

Sim! O “não ‘poder’ viver sem” é entre aspas, afinal, há 20 anos fazíamos tudo o que fazemos hoje e não tínhamos nenhum desses recursos tecnológicos. É fato que não tínhamos blogs, mas muitas de nós, meninas, tínhamos algum diário.

Quando o computador quebra (fato que aconteceu ontem, quando a internet voltou a funcionar após quatro dias), o meu pai sempre reclama. Ontem então, eu lhe respondi que, se não quisesse concertar o computador, por mim, tudo bem, mas que ele também parasse de pagar a faculdade.

E não vai pensando que é algum exagero, pois, se não tivesse internet, eu não teria feito nenhuma das provas que tive a semana passada. A faculdade possui um site onde os professores colocam os assuntos e materiais utilizados na aula. A turma também possui um e-mail, e para lá, muitos professores mandam seus assuntos.

E foi com mais de 50 folhas impressas que fiz as provas semana passada. Em uma prova, não se sai bem, pois, o assunto era “pesado” e o professor acabou não colocando no site. E, como não tenho um “pen-dive” acabei ficando sem ele.

E é assim que o mundo tecnológico acaba nos engolindo. Sair de casa sem celular é algo terrível. Se eu esquecer o celular em casa, a minha mãe morre de preocupação sem saber onde estou. E a minha mãe não é daquelas que ficam no pé, ela apenas gosta que eu avise quando chegar.

Acabei de ler um e-mail sobre, como sabemos que estamos em 2008. Em um dos tópicos ele fala que, “quando o computador pára, parece que o nosso coração parou”. E é verdade. Para pessoas como eu, que possuem pessoas queridas “longe”, o computador é fundamental para a comunicação.

É, é certo que também existe o telefone, e não falo do celular, mas daquele outro que fica em casa. O fato é que a ligação é cara. E por isso, a internet acaba ajudando bastante no custo mensal.

Enfim, falei, falei e não disse coisa alguma. O fato é que, mesmo gostando e dependendo desses recursos tecnológicos, eu sei que nos tornamos altamente dependente de cada um deles. Seja o chuveiro elétrico, o computador, celular, msn, internet....

Ah! E aproveito pra pedir desculpa pela ausência, que se deu devido a falta de funcionamento da minha internet que, quando ficou boa, o computador parou de funcionar. Estou escrevendo da casa de uma prima e, logo estarei levando o computador para concertar.

Espero voltar em breve.

Kari Mendonça

15 comentários:

Mah. disse...

que massa ^^
cê tbm é de Recife
eui amei o teu blog
tipo, cê escreve bem pouquinho né?
HOHOHOHOHOH

beijos

Antônio disse...

Olha, tirando o chuveiro elétrico, eu viveria sem o resto numa boa.
Em casa eu quase nem ligo o computador. Celular, volta e meia deixo em casa.
Enfim, tento não ser dependente dos recursos tecnológicos, para não enfartar diante de uma simples queda de energia elétrica.

Beijão!

Mi disse...

Oi, Kari!

Nem fala em ficar sem computador, sem internet... Eu estava com um aqui em casa que me dava nos nerrrrvos... bem em época de conclusão de TCC, ninguém merece! Mas agora de PC novinho, passou o estrese, passou tudo! Já nos acostumamos com a modernidade, e bem acostumados ou não, já não vivemos sem ela! hehehe

Beijocas!

Samanta disse...

Realmente...
Hoje não sei como minha mãe quebrou uma mola do mouse.
Ficamos loucas até consertar o bichinho.
Ela querendo jogar baralho no computador e eu querendo ver meus amigos do orkut e do mundo blogueiro.
Antigamento não havia nada disso e vivíamos normalmente, assim como fazemos hoje.
Não pensávamos que certas coisas poderiam ser tão importantes assim...
Única coisa que não concordo é o fato da imposição.
O que me parece que acontece com sua faculdade...
As pessoas deveriam ter o direito de escolher se querem ou não fazer parte deste mundo virtual.
De resto, tudo mais que normal...
Beijos no coração e uma ótima semana para você.

Flavinha disse...

Kari, eu tava falando sobre isso com um amigo um dia desses. Eu vou fazer 30 anos. Isso quer dizer que em 1993, quando eu fiz 15 anos, telefone celular e internet eram uma irrealidade. Computadores domésticos eram luxo para poucos e, mesmo assim, ainda nem se ouvia falar de Windows - o quente mesmo era o ultrapassadíssimo MS-DOS. veja bem, nem faz tanto tempo assim. Diante disso, não posso deixar de me perguntar o que estarei usando de inacreditável quando chegar aos 45...

Beijo!

Adriano Veríssimo disse...

Nossa que saudade desse cantinho com cheiro de flores da primavera!

rs

= )

Passei também para dizer que estou por aqui sempre, só não tenho tempo para responder! Mas esse canto me deixa como se estivesse no meu quarto...a vontade.

Beijo Coração

candy disse...

Eu não sou mtoo ligada a tecnologia não. Acho até que nasci na epoca errada, não entendo nem sei mexer em (quase) nada.
Cel eu deixo em casa com frequencia.
hehe
A unica coisa que nao abro mão é de internet. Ela já virou um complemento meu! pode?!
:o
(principalmente de um ano e pouco pra cá... ¬¬
heheheh)

To sentido sua falta, moça!
imaginei q vc tivesse sem pc ou sem net msm, pra sumir tanto assim!
Apareceeeeee
\o/

;***************

Dan disse...

Saudades
:)

Lizzie disse...

Esperamos a tua volta!
Kari, sabes que discordo que tenhamos sido dominados pelas máquinas que criamos? Não há como sermos dominados por objetos sem pensamento.

[Se bem que existem pessoas que não pensam quase nada e conseguem dominar massas pela bunda, mas... Bom, isso é outro assunto.]

Beijos, adoro-te!
E você sempre escrevendo maravilhosamente bem. Amo³
www.lizziepohlmann.com

Auíri Au disse...

Se fosse no vestibular tinha passado
hehehe
me passa o link por favor amore..
pelo tema para se pensar...
Precisamos evoluir e acompanhar, mais sempre com olhar critíco e realista pelas coisas!!



beijos

Katarine disse...

Afff... meu computer tb está um cocô.
Só não estou mais estressada ainda pq meu primo tem um no quarto ao lado e minha irmã tem um no andar de cima.
Ufa!
Ah! Nem pensar em sair sem meu celular... me sinto nua!
Bjos e volta logo!!!!!!

|Thamires disse...

eu sempre vou sem cel., ñ vivo no msn...mas ñ dispenso a água quente e a internet!
tá ruim, mas tá bom!fazer o q?!
;***

B!ah♥=D disse...

Infelizmente,a supremacia das máquinas é uma possibilidade significativa...

Bjos;
=D

Enterufter disse...

Kari!

Que saudade, quanto tempo sem vir aqui.

Desculpa pelo sumiço, mas meu tempo anda muito escasso.

Seus textos, ótimos como sempre,

Falou e disse: "Realmente, não é que não vivemos sem, é porque não podemos viver sem..."

Adoro-te viu!

Grande abraço!

Ismael Alexandrino disse...

Tens escrito cada vez melhor!

Bom te ler!

Abração.