terça-feira, 13 de maio de 2008

Procura-se

Acho engraçado os momentos que passo deitada antes de pegar no sono… A minha cabeça vai muito longe… Penso em muitas, muitas coisas… Numa dessas noites, lembrei de algumas pessoas. Pessoas que fizeram parte da minha vida por algum período, acabamos nos separando. Percebi que gostaria de reencontrar alguns deles para conversarmos, e para falarmos sobre a vida depois de tanto tempo... É por isso que resolvi procurar cada um deles.

Procura-se Ricardo.
Meu primeiro amor. Um amor inocênte e puro. Me apaixonei por ele aos seis anos, estudávamos juntos, mas ele falava pouco comigo. Sempre que podia, lembro que comprava duas pipocas e dava uma para ele e uma para o irmão gêmeo. Quando acabou o ano de 97, resolvi lhe escrever uma carta e pedi para minha amiga entregar. Só soube que, após ler, ele rasgou a carta...

Porcura-se Rayssa.
A menina que entregou a carta. Era minha melhor amiga. Estudamos juntas na primeira e segunda séries. Falavamos sobre tudo. Conversávamos muito e, a maioria do papo era na sala de aula, mas isso nunca nos prejudicou a nota. Um dia, a uns dois anos, acho que a vi uma lanchonete, mas não tenho certeza...

Procura-se Pietra.
Minha melhor amiga na terceira série. Vivíamos juntas e, na maioria das vezes, falávamos sobre homens, mas não qualquer um... Leonardo DiCaprio era o nosso “ídolo”. Tinhamos pastas e pastas com fotos e reportagens dele.... No final do ano, ela teve que ir morar em Natal e, para que eu não a esquecesse, meu deu um pingente em forma de pirâmide que tenho até hoje. Eu a vi quando morei em um condomínio. Nos esbarravamos quando chegavamos do colégio, mas nunca nos falamos. Acho que por verhonha, não sei...

Procura-se Angêlica.
Estudei com ela na terceira e quarta séries. Ela gostava muito de mim, mas não muito de Pietra, por isso não ficávamos tão juntas no início. O avô dela era dono de uma granja de ovos e, todas as vezes que vou ao supermercado e vejo os ovos, é inevitável não lembar dela. Lembro que ela era muito pequena, mas era uma boa pessoa. Na quarta série, quando ela achou que ficaríamos mais juntas, surgiu Juliana.

Procura-se Juliana CMC.
A conheci na quarta série, em minha fase revoltada e lembro que aperriávamos muito no colégio... Juliana sempre foi uma pessoa alegre e super extrovertida. Alegrava o meu dia. Juntas dessíamos sentadas no corrimão enorme que tinha no meio do colégio. Mas o ano acabou e só voltamos a nos encontrar na festa de são joão do colégio onde eu estudava. No ano seguinte estudamos juntas novamente, mas não ficamos muito juntas...

Procura-se Juliana.

Não é a mesma Juliana, é uma que estudou comtigo na quinta série. Juliana era ótima, mas sabia como me extressar como ninguém... Discutíamos muito, mas vivíamos juntas fazendo de tudo. Eu vivia estudando na casa dela, e morria de raiva pois ela nunca copiava as aulas, mas, no dia anterior a prova, sempre me ligava pedindo pra que eu passasse um fax com as minhas anotações. Eu sempre dizia que não ia passar, mas acabava indo na casa da minha avó e passando o fax. Os pais dela eram donos duma padaria e ela morava em cima. Adorava ir pra lá e comer coxinha....

Procura-se Jéssica, Malu, Katherine e Bruna.
Andávamos todas juntas e mais Juliana. Estudamos juntas também na quinta série. Jéssica era toda exagerada, lembro quando ela arrumou um namorado e ele a perguntou se poderia dar um beijo. Passamos dias rindo sobre isso. Bruna andava sempre com uma atadura no braço por causa de uma queimadura. Era tímida, mas era legal. Katherine era muito legal também. Lembro que ela gostava de um menino, Darlan, mas ele gostava de mim e eu não gostava de ninguém. Mas ela botou na cabeça que eu gostava dele e vivia me dando indiretas pra eu ficar longe dele... Malu era a mais animada de todas. Lembro da sua festa de aniver e do quanto nos divertimos. A encontrei num restaurante uma vez. Saudades delas....

Procura-se Ana Cláudia.
Uma grande amiga. Era aquelas amigas que durariam pra sempre, sabe? Estudamos juntas da sexta a oitava série, mas a amizade ultrapassava os muros da escola. Vivíamos na casa uma da outra, no cinema e em shows. Era tudo muito bom, até que, no segundo ano, quando, apesar de estudar separadas, ainda existia uma grande amizade, ela arranjou um namorado e escolheu ele a mim. Até já escrevi sobre isso...

Procura-se Gabi e Debinha.

Também estudamos juntos da sexta a oitava série. Éramos muito amigas e saiamos um pouco. Conversávamos sobre tudo. Gabi sempre me fez companhia na hora de reclamar da educação física, pois odiávamos fazer... Já Debinha sempre foi tímida, mas uma pessoa muito especial.
.
Se alguém encontrá-los, favor entrar em contato.
Obrigada!
.
.
Kari Mendonça

11 comentários:

Adriano DiCarvalho disse...

Rs, Oi Kari, infelizmente não encontrei nenhum deles, mas não resisti em comentar...rs
Eu adorei isso!huhahuah

Aonde a criatividade e a comichão nos levam né!rs

Espero que eles se vejam anunciados e te procurem... Boa sorte!

Bjão.

Wrong'Em Boyo disse...

Oi!
Eu sou de são paulo, então infelizmente não posso te ajudar, mas te desejo boa sorte na procura por elas, e da próxima vez que esbarrar em alguém que fez parte do seu passado, esconde a vergonha e fala alguma coisa!
Pode ser uma redescoberta maravilhosa... ;D


Obrigada pela visita!

:*

Antônio disse...

Kari, minha amiga, muito obrigado pelas orações e pela torcida! Estamos conseguindo resultados a cada minuto, é a prova mais concreta do amor de Deus que nos une!

Beijão!

Palavras de um mundo incerto disse...

Bah, essa procura fez-me lembrar do livro "O mundo de Sofia"! hehehehe O mundo de Kari. hehhe

Mas ei, já ouvi a estória da Ana Cláudia. Bah, infelizemente não posso te ajudar. Mas espero que alguma delas leia sua saudades.


Beijos e abraços!!!

Com carinho!!!


Marcos Ster

Lizzie disse...

Kari;
Infelizmente não os conheço, mas quando falaste me passou pela mente um filme. Também tive amigos que necessitam de placas de 'procura-se!'.


Beijocas, saudades.
www.lizziepohlmann.com

Pripa Pontes disse...

Sempre têm aquelas pessoas que passam em nossas vidas e se vão...e deixam saudades e boas semanas. Essa semana m elembrei do meu período escolar num colégio em Olinda em que estudei do maternal até a 3ª série, foi uma época boa em que estudei com os mesmos colegas todo o tempo, mas hoje uma vez no ano ou menos me comunico com só dois deles.
É tão estranho encontrar os cartões de aniversário que meus coleguinhas me davam e saber que hoje não sei mais nada deles.
Bem, que sua busca continue e que lhe renda bons frutos, se não os encontrarem, ao menos ficarão as boas lembranças.

Bjos Kari!

P.S:postei o final do conto,mas a dividí em 2 partes, pq ficou mto grande, postei a 1ª parte...quando quiser passar para ler...

P.S2: tava pensando em marcar com o pessoal um cinema pra agora no fim do mês. To com saudades de vcs! Que acha?

Flávia disse...

Ah, que bacana seu procura-se... deu uma saudade danada das pessoas que eu nunca mais vi, mas ainda assim nunca mais esqueci...

Espero que encontre pelo menos algumas dessas pessoas. Quem sabe eu ainda encontro os meus tb?

Beijão, flor.

Uma vencedora... disse...

Oie Kari,

Gostaria que você pudesse reencontrá-los, pois sei que a saudade doe e muitas vezes nos faz ficarmos tristes...

Sinto sua falta!

Um beijo amigo.

Janaína

Reticências disse...

Nossa, vira e mexe faço uma dessas listas de pessoas a quem gostaria de reencontrar. Mas no meu caso é ainda mais difícil já que nesses anos de vida passei por tds os estados, alguns paises. Mas o consolo é de que essas pessoas passaram por nós e nos deixaram algo de si. Me lembra uma música do Milton Nascimento, Encontros e Despedidas.

Bjo

Helena disse...

Nossa que post diferente. Achei que eu nao fosse me interessar, mas no final isso me fez lembrar tantas pessoas, principalmente sua amiga Ana Claudia.
As vezes é bom quando algum amigo é realmente pra sempre...
Bjos

Auíri Au disse...

Hehehe!
A recompensa será o adeus da saudade!
Interessante como o tempo muda, os amigos, as idéias, a gente, tudo....
Estamos sempre em busca de coisas novas...

beijos

^^