quarta-feira, 24 de setembro de 2008

"Lembrar sem mágoas"

Desde pequena aprendi que “perdoar é lembrar sem mágoas”. Até então, me diziam que perdoar era esquecer e, por isso, fiquei feliz em saber que não era preciso esquecer completamente, apenas, lembrar sem a mágoa. Sim, fiquei feliz, pois esquecer é algo que acho difícil, muito difícil mesmo.

Mas, com o tempo, acabei percebendo que “lembrar sem mágoas” também é difícil pra caramba. É tão mais fácil perdoar alguém e manter-se bem distante, como se nada tivesse acontecido, mas também, sem contato algum. Eu sou covarde. Sim, eu sou!

Todas as vezes que me magoaram, eu fui embora. Algumas vezes tentei voltar, mas sempre ia embora novamente, até que um dia, fui embora e não voltei mais. E estou muito bem, obrigada. Segui meu caminho como se nada nunca tivesse acontecido, mas, continuo distante de tudo e de todos.

E agora, de repente, me pedem para perdoar e esquecer. Pedem-me também para “passar uma borracha”, fingir que nada aconteceu e seguir com a convivência da forma mais natural possível. Ainda estou pensando sobre o assunto...

Confesso que não tenho mágoas. Ou talvez eu tenha um monte, mas apenas não gosto de admitir. Enfim, com ou sem magoas, eu ainda tenho as lembranças. Lembrança de um grito ao telefone, de um olhar com o maior desprezo, de telefonemas que não recebi e de atitudes que me tiraram, por várias noites, o sono.

Sei que algumas coisas devem ser esquecidas. Sei também que se lembrar do que magoa faz muito mal a alma e também a saúde. Sei que a minha atitude não é a melhor e nem a mais correta do mundo. Mas dói e é por essa dor que eu não consigo fazer diferente.

Portanto, andei pensando e pensando, e ainda não conclui coisa alguma, apenas percebi que não consigo simplesmente fingir que tudo foi um pesadelo, pois não foi e eu estava muito bem acordada. Peço apenas que não me cobrem nada, não me peçam nada.

Que me deixem levar a situação no meu tempo, por mais longo que ele seja. E, que fique claro que, esquecer, eu realmente não consigo.



Kari Mendonça

14 comentários:

Flavinha disse...

Sempre me questionei essa coisa do perdão. E muito sinceramente, raríssimas vezes consegui lembrar sem a tal da mágoa me afugentando as intenções. Raríssimas. Mas noutras, nas poucas, soube o que é perdoar de coração limpo. E isso não tem preço...

Beijos!

Antônio disse...

Sabe qual é o pior? É quando a gente consegue esquecer as mágoas, mas percebe que é tarde demais. Aí fica difícil de perdoar a si próprio.

Beijo, Kari!

® disse...

Para mim, quando lembramos com mágoa, é pq ainda nao superamos.

Quantas vezes passamos por coisas que um tempo mais lá na frente pensamos ´nossa, nao sei como pude fazer aquilo`.

O Velho disse...

Gostei da sinceridade, Kari. Como sempre, vai direto ao ponto!

E que bom que você sabe refletir! Isso, pelo menos pra mim, ajuda tanto!

Beijos!

;-)

Camila disse...

“Perdoar é lembrar sem mágoas.”
Isso é muito complicado para mim, Kari. POis se eu ficar lembrando num consigo perdoar, tenho que esquecer de tudo!
SOu estranha mesmo... rsrsr
Beijo

Grazi Sperotto disse...

nossa, já perdi algum sosno pensando nisso sabe...
Penos que o perdão realmente é esquecer, mas como é difícil!!! Ixiii!
beijão querida
e bons "perdões pra ti"

ALF disse...

Lembrar sem mágoas...
Nossa. Realmente é dificil esquecer. hopje lembro do que me causou muita dor, embora nem guarde mágoas...

Mas é dificil...

Beijocas

o que me vier à real gana disse...

"perdoar é lembrar sem mágoa"; "perdoar é esquecer"... A dificuldade em perdoar é absolutamente inerente à condição humana. É já virtude sufiente, mais que sufiente, até, o esforço posto ao serviço da causa. Você, pelo que dá a entender, fez isso.
A sua consciência tem condições para estar plenamente tranquila.
Gostei de a ler!

» NaY « disse...

Eu sei bem o que é isso... Sempre digo que eu não consigo perdoar! E não consigo mesmo! Eu desculpo...
Boa sorte na decisão que vai tomar! Que seja a melhor para você!

Xerus
=***

GUILHERME PIÃO disse...

E nem eu, concordo com você.
Abraços

Palavras de um mundo incerto disse...

Bah, corrigindo as palavras "desde pequena", pois tu ainda é pequena. heheh

E não esquecemos jamais. Eu sou um ser que não consigo agir como se o vento sempre estivesse num sentido, pois ele está em todos.

Beijos minha querida!!!



Marcos Seiter

- | circunstâncias circunscritas | - disse...

Oi!
Acho que sempre fica uma pitadinha de ressentimento, afinal somos seres humanos e condicionados.
Mas o qque vale é a intenção de perdoar.

Amei ler o blog, vou visitá-lo diariamente.

Abraços

TEMPESTTADES disse...

EU PENSO QUE SÓ É POSSÍVEL PERDOAR DE VERDADE SE OLHARMOS A PESSOA QUE NOS MAGOOU DE OUTRA PERSPECTIVA QUE NÃO A NOSSA. QUANDO ENTENDEMOS OS MOTIVOS QUE LEVARAM UMA PESSOA A NOS MAGOAR (POR MAIS IMPERDOÁVEIS QUE POSSAM PARECER), TALVEZ FIQUE MAIS FÁCIL PERDOÁ-LO. É ALGO COMO SAIRMOS DE DENTRO DE NÓS MESMOS PARA ALCANÇAR O OUTRO; UMA ESPÉCIE DE DESPRENDIMENTO... MAS, NÃO CREIO QUE SEJA FÁCIL FAZER ISSO...

GOSTEI MUUUUITO DO SEU BLOG! O MEU ESTÁ APENAS COMEÇANDO MAS, TENHO OUTRO MAIS VELHINHO: www.maclau-coisinhas.blogspot.com

UM GRANDE BEIJO

nilza disse...

entao linda gostei do que vc escreveu ai , eu estou nessa situaçao ,eu consegui perdoar uma amiga , mas foi assim te perdoo vc some da minha vida e nunca mais fale comigo rsrsr ... mas quando a pessoa e da familia ai complica a 4 meses meu marido quase me traiu com minha amiga ,e eu ainda nao consegui perdoa-lo é uma dor tao forte que as vezes tenho vontade de arancar meu coraçao ,mas preciso dele pra viver do marido nao do meu coraçao rsrsrsr , eu nao o perdoei mas continuamos casados ele me pediu perdao implorou pra que eu nao o deixasse ,somos casados a 11 anos temos 3 filhos lindos , mas minha vida mudou muito depois disso , eu nao sei se ainda o amo ,sei apenas que eu o odeio por ele destruir meus sonhos de ter uma familia feliz , penso em deixa-lo todos os dias , mas sao tantyas coisas envovidas , sabe o que eu queria mesmo de coraçao ter forças para perdoa-lo mas perdoar e nao esquecer , pois acho que isso eu jamais vou esquecer pode passar mil anos ,,, o sentimento que tenho dentro de mim é só de magoas odio raiva desprezo ,,, já pensei em trai-lo pra ver se a dor passe mas nen isso eu consigo fazer,,, nao sou disso e nao quero ninguen me tocando rsrsrsrs,,,,mas espero que Deus me ajude a perdoa-lo ou me de forças , tirar ele da minha vida , só sei que do geito que esta nao ta dando pra aguentar ...bjs adorei o que vc escreveu