segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Pequenas mudanças, grandes diferenças

Chega um momento em que você quer mudar. Mas aí você percebe que já mudou, e muito, mas que, nem todos percebem isso. Aí você resolve externar a sua mudança. Seja como for. Alguns compram uma roupa nova, num estilo diferente do habitual, outros resolvem mudar fisicamente.

Alguns emagrecem vários quilos, apenas pelo prazer de mudar. Outros resolvem ganhar os quilos para ficar diferentes. Já alguns, pintam os cabelos, outros fazem as sobrancelhas com novo formato, e alguns fazem um corte nove.

A intenção é mudar. É olhar-se no espelho e ver alguém diferente em todos os aspectos. É querer se reconhecer, apenas pelo olhar e por pequenos traços. E, enquanto alguns não gostam de mudanças “drásticas”, outros necessitam delas para se sentirem bem.

Eu sempre gostei de mudar, fisicamente falando. E cada mudança expressa uma fase diferente. Em uma época tinha os cabelos grandes, até que decidi cortá-los bem curtinhos. Mas bem curtinhos mesmo. Foi a fase em que a paciência passou longe, por isso o cabelo curto, não queria trabalho com nada.

Mas tarde, com o cabelo, um pouco maior, resolvi pintá-lo de vermelho. Pouco tempo depois, tive o primeiro namorado. A época do cabelo vermelho escuro me lembra muito dele. Mas o namoro acabou e, como não podia deixar de ser, pintei-o de castanho escuro.

Um dia resolvi fazer mechas loiras, mas, pra falar a verdade, pouco lembro dessa fase. Depois, quando achei que estava bem novamente, pronta para seguir a vida, cortei, mais uma vez os cabelos bem curtos e pintei de vermelho claro (daqueles que chamam muito a atenção).

E foi o vermelho que o chamou atenção, mas, dessa vez, achei melhor, realmente seguir em frente. No mês seguinte escureci o vermelho. O tempo passou, as coisas mudaram e, quando estava acabando o ensino médio, prestes a mudar de vida, fiz novamente as mechas loiras.

Foi uma fase turbulenta e, assim que a calmaria voltou, resolvi que o loiro não tinha sido uma boa idéia e o pintei de castanho, quase a cor natural. Dessa vez fiz uma promessa a mim mesma que seria a última vez.

Mas a vida mudou, deu voltas e, há meses me sinto outra. Estou bem comigo mesma, feliz com a vida, gostando da faculdade e completamente apaixonada por quem gosta tanto de mim, mas algo não estava bom. Faltava mostrar as pessoas que eu estou bem.

Queria que elas percebessem, só de olhar, que algo estava diferente. E, no sábado, quando fui ao salão, disse a minha cabeleireira que queria fazer algo. Queria sair da mesmice de sempre. Ela ficou chocada, pois eu sempre peço para cortar apenas as pontas e isso é quase chorando.

Acabamos chegando num acordo e fiz um pequeno corte na franja. Nada emo e nem pequeno demais, apenas um detalhe diferente. Algo que me faz olhar no espelho e perceber que, de fato, tudo está diferente. Pode parecer bobo para alguns, mas, pra mim, a mudança é algo fundamental e me faz sentir viva.
.
.
Kari Mendonça

15 comentários:

Camila disse...

Sinceramente adoro mudanças!
Muito mais quando são para melhor... entretanto sei me adaptar bem as nem tão boas assim.
Beijo e boa semana moça!
=D

Érica disse...

Ah, eu sei bem o que é isso. Já tive meus cabelos longos, curtos, vermelhos e até lilas, pois é, já descolorir os cabelos e pintei de lilas, só as pontas, mas mesmo assim, é doidera. uhauhahuhua
Também pintei de loiro, mas não só mechas, mas o cabelo inteiro, fui loira minha feeelha, mas abafa. Nem registrei esse momento drastico da minha vida!
Mudar é bom sim, eu sempre tento fazer isso, já fui várias em vários momentos, mas hoje eu acho que sou apenas eu, talvez mude, talvez não.
Quero ver essa franja sua "ema".
hahuahuahuauha
"Entre razões e emoções a saída, é fazer, valer a pena..."

Te adoro!
beijos

Antônio disse...

Teu texto fechou com muito embasamento quando tu disse que "a mudança é algo fundamental e me faz sentir viva."
Isso prova que temos é que nos sentir bem, mesmo que para isso seja preciso aparar o que está sobrando no cabelo, ou modificar sua cor...
Belíssimo texto!

Beijo!

ADRIELLE FERNANDES disse...

Adorei seu texto pois é algo sincero e que nós principamente mulheres sempre estamos atras de algo novo pois a mudança faz parte do ciclo da vida

Adriano DiCarvalho disse...

KARI< KARI< KARI...
Que saudades daqui, moça... E de casa nova! Ainda não tinha visto o novo lay, ficou demais, mesmo!
Ai, mudanças... Bom, ruim... Mudar em momentos assim, pode ser realmente necessário e gratificante, mas mudar quando não se quer fazê-lo, pode se tornar algo muito frustrante. (a)casos à parte. Não convém dizer agora.
Mas pra variar um pouquinho, mais um belissimo texto. ADOREI!
BJ GRANDE.

Pripa Pontes disse...

Eu concordo c vc! Mudar é uma forma de se mostrar viva, por vezes fico vendo as coisas tão paradas e na mesma que sinto vontade de mudar, cortar, pintar o cabelo. Ou até para se esquecer de algo que passou e mostrar não só p os outros mas p vc mesma, que está tudo bem, tudo novo. Pena que eu tenho um forte pé no conservadorismo, às vezes me falta coragem p mudar. "E se eu não gostar? E se não ficar legal? Se eu me arrepender?" Mas acho a vida muito mais alegre e saudável quando se arrisca às mudanças!

Bjos :*


P.S:Eu acho que deveríamso então marcar algo para começo de Outubro, dava tempo de avisar o pessoal, e organizar tudo, mas n vamos morgar a idéia!

Palavras de um mundo incerto disse...

Eitaaaaaaaa,
eu achei que ficou EMO. hehehhhe

Tô brincando meu bem.

É sempre bom mudar. Quero em breve cortar um moicano doido. Já deixei meu cabelo descabelado. Agora está descabelado. O próximo será adoidado. Gosto que as pessoas me estranhem .(risos)


Beijos querida!!!



Marcos Seiter

Alê Raposo disse...

Também já mudei muito o meu cabelo. E mudança em cabelo vem sempre associada à outras mudanças. É a maneira mais prática de mostrarmos aos outros e a nós mesmas que mudamos. A minha mais recente mudança foi cortar um palmo de cabelo e colocar franja... ainda bem que a franja cresceu... rsrsrs

No meu mundo. disse...

Kkkkkkkkkkkk Ema foi lindo!!!!
Mas amiga teu cabelo ficou mto fofo, agora sim ursinhos carinhosos pegou.
Sem contar que teu cabelo tah mais escuro.
Cheia de novidades vc chegou na segunda, cabelo cortado, cabelo mais escuro, cursos...
Bjos.

M.E.D.T disse...

Olá querida, qto tempo né
bjsss

Auíri Au disse...

Você se sentindo bem...o mundo também sentirá!!!
Mudanças são sempre bem vindas...

Beijos colega!!

Jéssica disse...

Mudar sempre fez parte de mim. Eu tento mudar sempre, exatamente por odiar rotina.

Mudar é necessário e quem não muda, acaba ficando cinza e morrendo. Ou apaga-se no meio de todos.

;D :*

Marcus Vinícius disse...

Não posso evitar de comentar que quando pintaste de loiro o cabelo você não lembrou de nada... seria uma queda temporária de qualidade da massa cinzenta? hehehe

E se continuar assim o teu calbeo vai cair antes dos trinta, química demais... O máximo que eu faço é com o penteado, uso alguns dias topete, em outros o lambido minimalista, em outros uso boné. Nas férias decidi que vou fazer luzes, só pra ver como eu fico diferente.

Mas eu curto mesmo são as mudanças internas. As externas eu só curto quando há um considerável aumento nos elogios.

Abração!

Flavinha disse...

Mudar é essencial. Especialmente quando a mudança se faz de dentro pra fora ;)

Beijão!

® disse...

Mas nao mude sua essência, essa em vc é ímpar.
Faltou postar uma foto para vermos a mudança, adoroissu!