domingo, 8 de fevereiro de 2009

Odeio domingo!

.
Eu odeio o domingo
Que eu não acordo contigo,
Que a gente não vai ao parque,
Ou quando não vemos o mar.

Odeio o domingo quando
Não posso te beijar,
Nem te abraçar ou te namorar.

Eu odeio o domingo
Quando vejo a hora passar,
O dia acabar, e eu não pude
Contigo estar.



Kari Mendonça
*O post "Conversa durante o jantar" será republicado em breve!

9 comentários:

Eu® disse...

O tempo é nosso maior desafio quando estamos distante de quem queremos, porque afinal temos que enfrentá-lo com muita coragem, para nao morrermos de saudade.

Palavras de um mundo incerto disse...

Poxa, que poema sentido apesar do desgosto pela não presença física de alguém.


Beijos minha querida!!!!


Marcos Seiter

Hariane disse...

Poucas coisas podem machucar tanto quanto a ausência da pessoa amada.

Seu poema reflete bem isso.

Gostei bastante!

Bj

Érica disse...

Ta lindo o blog, a menina do quadro parece você mesmo.
Gostei demais.
Saudade é ruim né?
Bem sei como é isso.

Beijos pra tu.

Camilaaa disse...

Kari que logo logo voce esteja com quem queira todos os domingos de sua vida!
=)

Beijo querida!

Katarine disse...

É, parece que quanto mais queremos que o tempo passe, mais ele anda devagar.
Grande abraço, e todos os prêmios que dou pra ti são sinceros e merecidos.

abçs!!

Marcus Vinícius da Silva disse...

Ah, mas o mais solitário dos domingos tem a sua graça, por exemplo: Sílvio Santos, Faustão, Gugu...

Pensando bem, deixa pra lá.

Beijão!

*Lusinha* disse...

Com certeza: um domingo sem meu amor por perto é um dos piores domingos.
Bjitos!

ALF disse...

Nesse sentido também odeio o domingo, por acordar e estar longe dela...

:/

Beijos Kari.