sexta-feira, 8 de maio de 2009

Antes do sono tranquilo

Num último e intenso suspiro, ela caiu ao seu lado, quase sem ar.

- Assim você me mata! Falou enquanto tentava recuperar o fôlego. Quanto tesão é esse?

Ele continuou calado e deitado ao seu lado, olhando pra cima e tentando buscar o ar.

- Você foi magnífico, continuou ela, há quanto tempo a gente não transava assim tão... Tão loucamente??? Meu bem!!!!

Ele demorou um pouco a responder, mas assim que conseguiu falar, prendeu-a sobre um dos seus braços e sobre um das suas pernas. Colou-se sobre ela. Beijou-a intensamente e em seguida falou:

- A tempo suficiente para recuperar o fôlego. Falou, fitando-a nos olhos, com olhar sedutor.

- Sério? Já?! Meu bem, eu não aguento... Respondeu, em meio a risos...

- Minha Gostosa!!!

- Vem! Vem e me possui! Falou olhando-o os olhos.

Ela fechou os olhos, enquanto ele a penetrava devagar. Ela gemeu baixinho. Era excitante demais tê-lo dentro de si. Senti-lo tão intensamente. E desejá-lo até a alma.

- Vem! Vem! Era o que conseguia falar em meio aquele vaivém excitante e tão bom.

“Ainda bem que estamos sozinhos”, pensou um pouco antes de gemer loucamente de prazer.

- Está bom?
Como resposta, ela gemeu um pouco mais.
.
E, ainda encaixados e abraçando-o fortemente,
ela o virou e o colocou em baixo. Era a sua vez de comandar a situação. Sabia o quanto ele gostava de vê-la naquela posição. Assim como ele, começou o vaivém devagar, mas foi aumentando aos poucos.

- Meu tesão! Ele falou quase sem fôlego.

Ela estava mais rápida. Era inexplicavelmente bom vê-lo ali, gemendo de tanto prazer. O tesão tomava conta imensamente dos dois. O ambiente exalava aquele cheiro de sexo. O calor era intenso. O cheiro era forte. O tesão era muito.

- Vem! Era a vez dele dizer.

E ela continuou mais rápido e mais rápido, até que não aguentou mais. Seu corpo inteiro tremeu. Ele perdeu o fôlego. Sentiu-se molhada. Ele descansou. Dessa vez, ela não saiu. Continuou em cima dele, agora deitada sobre seu corpo. Sentindo seu cheiro, seu suor. Mas era da respiração, ainda ofegante, que ela mais gostava.

Ele a abraçou, de forma a aproximar seus corpos ao máximo. Gostava de sentir aqueles cabelos em seu rosto, de sentir aquele coração em sua costela e aquela boca quente por seu corpo. Permaneceram ali por alguns instantes, até que caíram num sono tranquilo e reconfortante.
.
.
.
Kari Mendonça

14 comentários:

Dona Poesia disse...

Querida Kari:
primeiro: UAU!
segundo: êita! UAU!!
terceiro: obrigada pelo recadinho, sim, ser mãe é muito bom, eu diria que é a maior experiência na vida de uma mulher.

Érica disse...

UUUUUUUUUUUUUAAAAAAAAAAAAAAAAAAUUUUUUUUUUU. Deliiiiiiiiiciiiiia de post. uhahuahua
Beijos.

ps. minha filha, estou suuuper doente, febres e tosses e todas aquelas coisas ruins. Mas já to melhorando. Saudade danada de tu.
:)

Cαmilα ♥ disse...

Kari, que delicia de texto!
Faz desperter um querer de amor intenso!

BeijOs querida!

*Lusinha* disse...

Momento delicioso!
Bjitos!

Uma louca ai disse...

Meninaaa do Céu...
O q é isso??
Será que você pega fogo??
hsuahusa

Mto bom!!
Adorei seu texto!!
Parabéns!

Bjos...

Pripa Pontes disse...

como diria Van: "ui, delícia!"
esse n é só o momento do prazer carnal, mas do encaixe de duas realidades, almas, pensamentos em um só desejado, e melhor ainda quando no mesmo sentido do amor..
adoreiiii o texto!



Xêro, kari.

C. disse...

Oxi, que venham muitos sonos, regados de muito sexo bem feito para depois ser sonhado.
Adorei a ousadia Kari, mostrando teu outro lado. Bravo :=)

O Profeta disse...

As andorinhas do Mar chegaram
Com alegria tatuada nas penas refulgentes
Soltam chilreados estridentes
Dançam no azul, rodopiam contentes

A maresia adormeceu na areia
O mar transformou-se em espelho de água
Uma nuvem mirou-se nele
Verteu uma última gota de mágoa




Doce beijo

Simples Assim... disse...

É o complemento dos últimos dois posts. Gostei. Bjs !!!

Jaya disse...

Li os dois últimos com um sorriso extremamente bobo, no rosto. Fiz deles um filme, Kari. Quis mais, sabe? Liiiiiiiiiiiiindos!

O atual? Caraaaaaaaaaaaaaaaa, fiquei embasbacada. Lido em ritmo cardíaco. Rs.

Beijoca, frô.

ALF disse...

Gente, agora foi eu que fiquei sem fôlego por aqui heheh

Que texto alucinante Kari. E quente rsrs

Muito bom.

;)

Beijos

Katarine disse...

(Silêncio)... ¬¬
Acho que esse não é o melhor post para se ler no trabalho... AHuHAuHAuHAuHUAhUAH....
Arrasou hein!!!
Haja fôlego! rsrsrsrsrsrsrsrsrs...

Cláudia I, Vetter disse...

o prazer no mais gostoso dos aprendizados: a cumplicidade.

;)

beijo!

Wellington Felix disse...

Simples e gostoso com fazer amor...