quarta-feira, 10 de junho de 2009

(Im)Perfeição

É quase "Dia dos namorados". Só mais uma data criada para dar lucro ao comércio e incentivar o consumo. Sinceramente? Dar presente (e receber, claro!) é muito bom, mas acredito que não há presente mais gostoso que aquele ganho num dia "qualquer", aquele presente inesperado. Um presente com a intenção de demonstrar que se lembrou da pessoa amada e nada mais.

Mas não é bem sobre isso que venho pensando nos últimos dias. Por essa época do ano, fala-se muito em relacionamentos. Algumas meninas sonham em encontrar o "príncipe encantado" para poder ganhar um presente, outras mulheres fazem listas de como seria o “homem perfeito” e há até quem faça promessas ao tal "santo casamenteiro". Acreditam que deixá-lo de cabeça para baixo vai resolver todos os problemas.

Nada contra crenças. Cada um com as suas... Mas, "homem perfeito"? Isso não é crença é ilusão. Não existe perfeição, nunca vai existir. Diga se não estou certa: o cara perfeito ou namora com aquela sua amiga ou mora na casa ao lado, não é verdade? É por isso que ele é perfeito, porque não tem nenhum relacionamento com você. Acredite, se você o conhecesse melhor, descobriria várias "imperfeições".

Você começa uma relação achando que aquele cara é o "perfeito", e quando saem a primeira vez, tudo parece um conto de fadas. Ele é educado, inteligente, carismático e mastiga direito. No segundo encontro, você percebe que ele pode ser um pouco mais sério do que parecia, ou mais engraçado demais. E aos poucos você vai conhecendo melhor aquela pessoa e descobrindo coisas que talvez o tire o rótulo de "perfeito".

É por isso que o rótulo nunca deve existir. Porque, por melhor que seja ele sempre vai falar algo que vai te chatear. Ou vai responder algo que você não queria ouvir. E quando você fizer uma pergunta importante, ele vai soltar uma risada, mudar de assunto e fingir que nada aconteceu. Ou, no aniversário de namoro, quando você comprar um cartão bem bonito e um presente especial, ele vai aparecer de mãos vazias dizendo que esqueceu.

Não estou falando dos homens apenas, nós mulheres também não somos perfeitas. Também esquecemos o aniversário do namoro, ou falamos coisas que não devíamos. Choramos nas horas impróprias, agíamos de modo que não agrada aos homens e adoramos discutir a relação (sim, é verdade). Viu? A "mulher perfeita" também é mito. Porque, não existe pessoa perfeita. Creio que somos a criação perfeita mais imperfeita que existe (perfeita no sentido genético e físico, não emocional).

E é por isso que não adianta andar por aí procurando o par perfeito, o que você deve procurar (não desesperadamente, pois, "o segredo, é não correr atrás das borboletas", mas claro que também não pode ficar em casa o resto da vida esperando o telefone milagrosamente tocar), é por alguém que complete você. Sei que parece meloso, mas é verdade. Não podemos nos fechar para relações. Sempre vai existir alguém que nos fez sofrer.

Mas devemos tratar o sofrimento como aprendizado, e abrir um novo caminho para nossas vidas. Segundo algo que tenho em meu caderno e desconheço a autoria, "não busque aparência, elas podem mudar. Encontre aquela pessoa que te faça dar gargalhadas ao falar uma piadinha... Que faça seu coração sorrir." Encontre aquela pessoa que seja perfeita mesmo com suas imperfeições, pois quem ama, releva algumas coisas.

E relevar não quer dizer se anular, nada a ver. Para encontrar a pessoa certa, basta sentir algumas coisas, e sentimentos não podem ser colocados em listas. Nunca se sabe o que se vai sentir quando a pessoa aparecer. Luís Fernando Veríssimo disse que, "ás vezes estamos em meio a centenas de pessoas, e a solidão aparta nosso coração pela falta de uma única pessoa."

E ele ainda completa, "ao conhecer alguém, preste atenção no caminho que essa pessoa percorreu, são fatos importantes... Não deixe de acreditar no amor, mas certifique-se de estar entregando seu coração para alguém que dê valor aos mesmos sentimentos que você dá, manifeste suas ideias e planos para saber se vocês combinam, e certifique-se de que quando estão juntos, aquele abraço vale mais que qualquer palavra..."
.
A perfeição talvez não seja um mito completo. Acredito nos momentos perfeitos, aqueles em que estamos onde queremos estar e ao lado de quem queremos. E a vida, é feita de alguns momentos perfeitos e inúmeros imperfeitos, ao lado de pessoas imperfeitas que, perfeitamente, nos completam.



Kari Mendonça

8 comentários:

Érica disse...

Perfeito e tudo que é lembrado com um sorrriso, tudo que é saudade de amor.
Nos veremo em Mona, meu Deus. Meeeedo dessa mulher.´
De joelho comigo rezando o pai nnosso amiga. Corrente.
uhauhahua
Beijos

::Lone Wolf:: disse...

Para mim, o verdadeiro Dia dos Namorados é 14 de fevereiro, por ter um significado simbólico muito mais belo. Talvez você saiba da história, mas na Roma antiga havia um padre chamado Valentinus. Naquela época, o imperador Claudius II proibiu a realização de casamentos, entendendo ele que homens solteiros se alistariam com mais facilidade no exército e dariam soldados melhores. Acontece que Valentinus continuou a celebrar os casamentos dos fiéis de sua paróquia. A prática foi descoberta e ele foi condenado à morte, sendo decapitado no dia 14 de fevereiro de 270 d.C. Por isso que, em muitos países, essa data é considerada o Dia dos Namorados.
No Brasil, O Dia dos Namorados foi implementado por comerciantes paulistas da década de 1950, com o intuito de movimentar o mercado.
Eu considero o 14 de fevereiro. Para mim, o 12 de junho é o Creeps Day (você vai entender o que é um "creep" aqui: http://teoriapedestaltica.blogspot.com/). Tenho planos de sair para comemorar - leia-se beber até cair. Provavelmente escreverei um texto contando tudo. ^^

Beijos!

*Lusinha* disse...

É por isso que eu falo pro meu mamorado que amo, inclusive, as imperfeições dele... ;)
Bjitos!

Mary disse...

Perfeitooo...
Tbm não gosto muito de perfeição. Perfeição exige perfeição e eu estou longe disso... Um simples mortal já me basta...

Lindooo

Xeroooo
=D

Jaya disse...

O melhor de te ler, é notar o quanto me vejo em tuas palavras. Teus pensamentos que soam tão meu, sabe Kari?

Nunca acreditei em perfeição. E acho ridículo o fato de criar um dia pra comemorar aquilo que deveria ser belo a vida inteira. Os dias todos.

Na imperfeição é que acontece amor.

Beijo, moça.

Lilah disse...

perfeito.

Valdemir Reis disse...

Kari olha eu aqui visitando, passando para agradecer sua atenção e amizade. Acredito que a verdadeira amizade nunca se desgasta, portanto assim quanto mais se dá mais se tem. Quem segue acompanhado de um amigo vai mais longe, muito além... Parabéns pelo bonito e inteligente blog. Aproveito para compartilhar com você de Esmeralda Ferreira Ribeiro;
“ Força de viver...
Grita ao mundo
a tua alegria,
a tua generosidade,
a tua disponibilidade,
a tua força de amar.
E daí,
a tua confiança,
a tua esperança,
a tua disposição de lutar.

Diz-lhe
que vale a pena viver,
que a grandeza está no ser,
e é preciso acreditar
que a vida é causa maior.
E assim,
o efêmero vai passar,
mas o que fizeres de perene
jamais se pode perder,
é autêntico valor.”

Obrigado, a casa é nossa, volte sempre! Também de todo coração votos de um excelente e animado fim de semana. Paz, saúde, proteção, prosperidade e muitas bênçãos. Fique com Deus, um forte e fraterno abraço. Brilhe sempre!!!
Valdemir Reis

Leh disse...

E ainda tem alguém que procura uma pessoa perfeita????
Uma pessoa "normal", que não seja problemática já é um bom começo.