sexta-feira, 17 de julho de 2009

Contradição

Somos seres contraditórios. Há dias essa frase não me sai da cabeça. Estava no avião, a caminho de São Paulo, quando uma menina, que não deveria ter mais de cinco anos, pediu a mãe para ir ao banheiro. A mãe, por sua vez, pediu que ela esperasse enquanto se arrumava e a menina olhou um tanto indignada e respondeu de uma forma bem atrevida, "mãe, eu sei ir sozinha.". E foi naquele momento que a tal frase me surgiu e, desde então, não me sai da cabeça.
.
De fato, somos contraditórios em tudo e em todas as fases dessa vida. Quando crianças, tudo o que queremos é a tal independência. É poder sair de casa sem os pais, andar no shopping só com os amigos. Queremos nos mostrar adultos e capazes. Os pais acham engraçado (quando ainda não somos adolescentes) e nos ficamos com raiva por eles acharem a nossa tão sonhada independência motivo de piada.
.
Quando crescemos, a maioria de nós, custam a sair de casa. Aumentou o número de pessoas que moram com os pais (nada estatístico, apenas uma observação). Há mais pessoas com seus trinta e poucos anos que não conseguem, por inúmeras razões, sair de casa. Não quer dizer que não sejam independentes, apenas não conseguem se libertar totalmente, afinal, a casa dos nossos pais é sempre algo bastante aconchegante.
.
Mas não é só com os nossos pais que vivemos em eterna contradição, mas na vida em geral. Vivemos querendo seguir caminhamos que sabemos não dar em nada. Tentamos lutar por guerras já perdidas. Fazemos perguntas quando já sabemos as respostas. Mesmo que ela possa nos magoar. Discamos números, mesmo quando não queremos que atendam. Chamamos por quem já não queremos mais por perto.
.
Fazemos planos, e mesmo quando não os realizamos, ainda assim continuamos a fazê-los. Temos sonhos contraditórios, que se contradizem com o tempo. Desejamos o que sabemos não poder ter, mas por algum motivo, ainda assim, continuamos querendo e desejando. Somos contraditórios nas nossas palavras, nos nossos quereres e até nos nossos pensamentos. É fato que somos assim, mas ainda não sei se é algo bom ou ruim.
.
.
.
Kari Mendonça

11 comentários:

Simples Assim... disse...

Nós somos mesmo seres contraditórios. Nós, mulheres, principalmente. Não sei se isso é bom ou ruim. Na verdade, acho que é uma dessas coisas que simplesmente são, tão naturais e imutáveis que simplesmente estão acima de julgamentos de valor. Somos assim e pronto. Isso nos traz algumas coisas boas, outras ruins. Faz parte do nosso "dna". De certa forma, nos define como humanos.

P.S.: Estou de volta, me recuperando ainda, mas bem melhor do que imaginava que estaria. Obrigada pela força. As msgs deixadas lá no blog me tocaram profundamente. Bjs.

Jéssica disse...

É. Dizem que as verdades universais não existem, mas talvez essa seja uma delas: somos contraditórios em tudo que fazemos/falamos/sentimos/pensamos/vivemos.


;**

Dona Poesia disse...

kari, essa contradição é própria do ser humano. É por isso que se costuma dizer: "Cuidado com o que pedes a Deus, pois às vezes, Ele costuma atender".
Penso que é por isso que nem sempre os nossos pedidos são atendidos de imediato. Deus leva um tempo nos sondando, para ver se realmente é isso que desejamos. E na maioria das vezes, a gente acaba mudando de idéia. Aé mesmo dizemos:"Ainda bem que tal coisa não deu certo".

Érica disse...

A gente quer o que desperta. As vezes é por nada, as vezes por várias coisas. Querer é normal, queremos o tempo todo, qualquer coisa que seja. O problema é quando isso nortea sua vida, te deixa preso, o excesso é sempre ruim, estraga.
Beijos e aproveita ai.
:)

*Lusinha* disse...

Também não sei dizer se é bom ou ruim, mas assumo que sou contraditória como você disse aqui.
Bjitos!

Pollyanna disse...

Mas já pensou se não fossemos? Sonhos não existiram, oportunidades seriam sempre desperdiçadas, números discados seriam perdidos...

Nunca voltaríamos atras em circunstancias que sao boas, e o pior... nós mulheres sofreríamos mais ainda com nossa ansiedade e o fato de agirmos por impulso! Porque afinal, nao poderíamos voltar atras.... ahahahaha

beeijos

candy disse...

kkkkkkk
to aqui rindo, de verdade.
Existe alguém mais contraditório que eu?
Sou o exemplo vivo que podemos sim conviver com a contradição e nos sairmos muito bem!
é meio que aquela história de "entre mortos e feridos salvaram-se todos".
entende?

Feliz dia do amigo, pernambucana mais querida!
:D

:****

Katarine disse...

Realmente Kari.
Mas sabe, acho que é por causa dessas nossas contradições que temos razões para viver. Muitas vezes, não precisamos ser tão certinhos para serm,os felizes. E isso é bom, pois, se não sonharmos, nem tentarmos ser mais livres, independentes, mesmo morando ao lado das pessoas que amamos - os pais, ou um amor que acabou, só que continuamos presos a ele, enfim. Acho que ser uma contradição faz parte da nossa vida.
Ai, sei lá. Acho que já me perdi. Mas é mais ou menos isso aí que penso, rsrsrsrsrs.
bjos!!!

Thiago disse...

desde quando a gente nasce né? Já nos colocam de ponta a cabeça e dão um belo de um tapa no bumbum hahahahahahahaha

Já nascemos ao contrário :)

Jhow Carvalho disse...

Relamente o ser humano é muito contraditório, as vezes queremos fazer tudo temos coragem e chance, mais por algum motivo banal voltamos atrás.
Durante nossa vida inteira nos mudamos muito, e vida vai nos ensinando as vezes por bem as vezes por mal.

Hesíodo Góes disse...

Somos hoje o que amanhã poderemos não ser. "As pessoas não são apenas o que são realmente, mas o que imaginam ser e o que os outros imaginam o que elas sejam." Ferreira Gullar ( Poeta )