segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Um dia feliz...

Hoje eu não queria, mais uma vez, levantar da cama. Não queria ouvir algumas coisas e nem queria falar com ninguém. Acordei por volta das oito horas, mas decidi não levantar. Não queria ouvir coisas que me contrariam. E nem ter que falar muito. Não queria fazer nada. E acabei ficando na cama até perto do meio dia. Decidi levantar e ficar na minha. Não falar muito, não conversar muito...

Mas, ao sair do quarto, me deparo com uma sacola e um cartão dos meus pais dizendo, "Feliz dia das Crianças, nós te amamos muito". Dentro, havia um avental. Deixe-me explicar. Faço aula de pintura com a minha mãe. Pintamos em madeira (mdf) e fazemos artesanato. É o nosso passatempo mais gostoso. E o avental é para eu poder ir para a aula, pois o que tinha era para cozinha e por isso, um pouco quente. O presente, foi feito pela minha mãe e, eu havia escolhido como queria, mas não imaginei que ela fosse me dar hoje. Foi especial e me senti feliz. É tão bom saber que eu os tenho na minha vida e que sou pra eles, um pouco do que eles são pra mim.

Ontem, inclusive, ganhei um hidratante do meu avô. E, apesar de sempre querer crescer mais rápido, fico feliz quando vejo que, aos olhos dos meus pais, eu serei sempre a filha mais nova deles.


Kari Mendonça
Ps.: Na foto, uma caixinha que eu pintei... Como não pude tirar foto, escaneei....

9 comentários:

Agostinho Lopes disse...

Nossa felicidade somos nós que construímos!

Feliz dia das criONÇAS!

Beijo!

Dani Cavalcanti disse...

Somos sempre crianças para os pais!
E tão bom ter-los por perto!
E serão sempre, apesar de tudo, o porto seguro pra onde correremos!

Bjo imenso!

Érica disse...

E mais, eles nunc apodem deixar de ver a linda filha que és meu bem. Uma amiga, super companheira, presente na vida deles, participativa. Tú é uma flôr!
Beijos amiga!

ALF disse...

Que pintura lindíssima Kari.


Anjo, enquanto meu blog ainda tá nas escuras, tem um aperitivo texto inédito) meu nesse blog aqui:

http://oscaleidoscopios.blogspot.com/2009/10/palavras-perdidas.html

É um blog que escreve muitos autores. Fui convidado e aceitei. Entrei recentemente e de vez em quando vou aparecer por ali. Vê se confere meu primeiro texto do ano por lá.

Observação: É o primeiro e originalmente escrito em 2009 rsrs, porque os que cheguei a postar esse ano no meu blog foram escritos ano passado.

Espero mês que vem retornar as pazes com o blog viu.

Mês que vem defendo meu TCC e fico mais livre, enfim. :D

Beijocas
saudades gigantescas

Te adoro
:)

Jaya disse...

Que coisa mais gostosa, Kari.

Tão bom se surpreender, assim, quando não se aposta em coisas boas ao se esperar previsibilidades em cima de 'mais um dia'.

Lindos teus pais.
Linda você.

Um beijo.

Lusinha disse...

Muito fofo o seu trabalho Kari! :)
E espero que amanhã eu também tenha uma boa surpresa ao acordar... Essas pequenas coisas fazem um bem tão grande pra gente, né?
Bjitos!

Antônio disse...

É mágico perceber que ainda há uma fagulha de infância em nossas vidas, mesmo que seja nos olhos dos pais e avós. Eu adoro.

Beijão!

Hugo Simões disse...

que passatempo legal! pintura é muito legal!
kari, como vc fez pro seu blog ficar a tela inteira? me ensina? ^^
beijos!

Ignoto Jardim disse...

Linda a pi8ntura, vc é cheia de talentos!
Linda!

beijão da "tia"