terça-feira, 6 de julho de 2010

Um relato pessoal

A emoção tomou conta de mim. Não é todo dia que se recebe um e-mail que cause tanto impacto. A pouco menos de um mês, recebi um e-mail pedindo o meu texto Um Relato Pessoal, escrito em abril de 2008. Como o blog é bloqueado, para ter acesso a um texto (em mãos, digamos assim) é preciso me pedir, mas isso nunca tinha acontecido, até então. Foi um susto abrir a Caixa de Entrada e me deparar com um comentário de uma professora, Ana Paula, de Minas Gerais, pedindo o texto para levar para seus alunos. Fiquei na dúvida, confesso, mas enviei e pedi um retorno.

Hoje, ao abrir a Caixa de Entrada, encontro um e-mail da Ana Paula, com o retorno do que aconteceu:

“Olá!!! Boa tarde!!!
Conforme sua solicitação estou te dando um retorno sobre como foi o trabalho com seu texto.

Os alunos adoraram...... Os comentários foram bem marcantes... Uma aluna se identificou muito com o texto pois viveu algo parecido com seu avô.

Daí os alunos fizeram suas próprias produções. São alunos do 8º ano (tem entre 12 e 13 anos)!!!
O resultado foi bastante satisfatório!!!”


Eu quase chorei, de verdade. Imagina pensar que vários alunos leram um texto do Botando pra fora? Nossa que orgulho! E mais ainda é pensar que não foi um texto qualquer. Não foi um conto, mas foi, de fato, um relato pessoal. Um texto que causou muito na minha vida. Que afastou pessoas. Que destruiu relações. Mas que ainda assim é importante por ser verdadeiro. Cada palavra e cada vírgula escrita é algo que sinto, senti e vivi. Cada palavra é um pedaço da dor por aprender da pior maneira possível. E hoje, após receber o e-mail da Ana Paula, percebi que é bom demais saber que aquele texto foi importante para tantas outras pessoas.

Obrigada a todos que me visitam.


Kari Mendonça

7 comentários:

Agostinho Lopes disse...

Pois é, querida Kari!

Muitas vezes nem sabemos o bem que um texto, para nós simples, pode fazer às pessoas... Embora o contrário também seja verdadeiro.

Daí, a "responsa" é grande..

Beijos.... Saudades daqui!

♥ Cαmilα Girαssol disse...

Parabéns, Kari
Você merece e muito este reconhecimento.
Sua escrita é de fato brilhante.

Um beijO

Dani Pedroza disse...

Na verdade, nós é que temos que agradecer. Bjs.

Katarine Rosalem disse...

Pra minha surpresa, eu li e comentei o texto a que vc se refere. Engraçado, que, ao reler o texto, eu não me recordava de te-lo lido. Mas hoje, dois anos depois, minha opinião é a mesma: concordo com vc e agradeço por não ter guardado essas verdades somente para si.
bjos!

Zé Luiz Sykacz disse...

Ja vivi situação semelhante. É sem dúvidas emocionante constatar que existem pessoas que, em maior ou menor grau, se identificam com alguma nossas experiências, principalmente quando a colocamos num texto.

Mas enfim: meus sinceros parabéns pelo blog. Gostei muito do que tive a oportunidade de ler por aqui.

Um beijo.

*Lusinha* disse...

Tem que se sentir orgulhosa mesmo. :)
Bjitos!

Flávia disse...

Parabéns, dona Karina!

O melhor reconhecimento é esse, né? Um pedacinho nosso virando um pedacinho de alguém que a gente nunca viu. Coisa boa!

Beijo, menina!