sábado, 3 de março de 2012

...

- Oi! Você está sozinha?

- Oi? Sim...

- Posso sentar aqui?

- A vontade...

- Você está esperando alguém?

- Estou.

- E não tem problema se ele me ver aqui?

- Não... Ele não vai vir pra cá...

- Como?

- É que você perguntou se eu estava esperando alguém...

- Sim...

- E eu estou... Mas não aqui.

- Desculpa, mas não entendi. Você é solteira ou não, afinal?

- Sou. Mas o coração é que está comprometido. E, no momento, esperando...

2 comentários:

Marcos Seiter disse...

E sobre esse post:
o mais incrível é sentir que não mudasse a forma de sentir e expressar.
Continuo com o meu blog. Só de vez em quando escrevo.
Cuide-se! Saudades!

' Jeffão Araújo disse...

simples e belo.
gostei muito!