sexta-feira, 6 de abril de 2012

Meus apegos e amores

- Então vai ser assim? Sempre?
- Assim como?
- Que eu não vou mais poder me apegar a ninguém...
- Mas eu não disse isso...!
- É, mas primeiro eu me paguei a ele e você não o deixou ficar.
- Mas ei... Não foi ele quem foi embora, foi você.
- Eu sei, mas ainda assim ele poderia ter ficado e não ficou. E eu havia me apegado tanto...
- Mas você vai generalizar só por uma situação?
- Não! Também teve ela. Tão linda! Tão pequena! E eu me apeguei tanto!
- Mas foi pouco tempo que vocês passaram juntas, não foi?
- Foi. Mas desde quando tempo determina apego ou amor? Eu o amei desde a primeira vez que nos despedimos, e havíamos nos conhecido há tão poucos dias... Com ela foi o mesmo...
- Você e esses seus apegos e amores...
- E agora o que eu vou fazer? Sinto tanto a falta dela...
- Me explica isso...
- É que eu passei tanto tempo tão egoísta pensando somento em mim e nele e na minha saudade.... E aí ela chegou e me fez perceber que existe mais dessa vida. E me fez pensar nela, e nos horários dos remédios e na hora de dormir e na noite inteira em claro olhando se estava tudo bem... Não foram apenas 20 dias, foram 20 dias e vinte noites o tempo inteiro. E agora eu só sinto um vazio. Vazio dela. Para completar o vazio dele.
- Dele eu não posso falar. Mas sei que ela também a amava e você fez tudo o que pode. Você a amou como ninguém mais.
- Eu sei. E sei que fiz o melhor por ela. Mas quando fecho os olhos, vejo aquele olhar sapeca pronto para me atacar. E isso dói.
- Eu sei que dói, meu bem, mas ás vezes, as pessoas que amamos não foram feitas para estarem ao nosso lado. Algumas precisam seguir a vida, como ele. Outras precisam terminar o ciclo da vida, como ela.
- Eu sei... É que mesmo pequenina, ela me ocupou um espaço grande no coração.
- É... Eu também sei... Mas você não pode continuar chorando assim... Por mais que doa. Você precisa ser forte.
- Forte? Eu não sei se sei ser forte... É sempre todo mundo me dizendo para ser forte, para ser isso ou aquilo... Ah! Me deixa não ser forte durante o meu luto... Porque isso dói! E é tão difícil ser forte em meio a dor... Me deixa não ser forte hoje, só hoje, por favor.
- Ok! Hoje você pode chorar por ela e talvez por ele. Mas você precisa me prometer que vai levantar a cabeça, por ela e por você.
- Certo! Levantarei. Mas não hoje... Porque hoje a saudade ainda me dói. E a despedida ainda não me saiu da cabeça...

Kari Mendonça
(Dedicado a minha pequeninha, Sakira, que apesar do pouco tempo, foi muito amada e faz muita falta.)

Nenhum comentário: