domingo, 25 de janeiro de 2015

Meus doce 26


Durante boa parte da minha adolescência ouvi que, "dos 20 para os 30 é um pulo". E é verdade que ainda não cheguei aos 30, mas lembro dos meus 20 anos como se fosse ontem. E às vezes, sinto saudades daquela menina metida a mulher, que jurava conhecer a vida tão bem, e que sonhava tanto, e fazia tantos planos. Entretanto, de tudo o que mais sinto saudades, é de poder usar a pouca idade como desculpa. 

Hoje faço 26 anos. E parece que passou voando. A vida não foi bem como eu havia planejado, e, definitivamente eu não estou onde planejava estar aos 16 (aquela coisa de "como você se vê em 10 anos"). Não me tornei uma jornalista bem sucedida e conhecida nacionalmente. Não escrevo para nenhum jornal e nem tenho um blog de sucesso. Não sai da casa dos meus pais (algo que planejei fazer aos 18!). Não mudei de cidade (não definitivamente), e nem escrevi um livro. 

Entretanto, Deus foi muito generoso comigo. Ele me deu os melhores pais do mundo, e mesmo quando eu decido largar tudo e começar do zero, ainda assim eles me apoiam, e entram comigo de cabeça. E eles são a minha fortaleza. Eles me seguraram quando eu mais precisei e sei que continuam dispostos a me segurar sempre que eu cair. E é por isso que aquela ideia de sair da casa deles já nem passa pela minha cabeça...! 

Deus também me presenteou com uma irmã maravilhosa, que sempre me ensina algo novo. Que me acolheu na sua casa e me deu forças sempre que eu precisei (o mesmo feito pelo cunhado, obrigada!). Que me proporcionou alguns dos melhores dias da minha vida e me apresentou a pessoas tão queridas. Minha irmã, que me ensinou um amor que eu não sabia existir, mas que descobri ao segurar minha afilhada (e sobrinha!!!) nos braços pela primeira vez. 

Pois é! Deus me presenteou com uma afilhada linda, e o melhor é que Ele a trouxe pra pertinho de mim e eu posso acompanhar o crescimento e o aprendizado dela todos os dias. E não existe nada melhor do que acordar com um "bom dia" que só ela sabe dar, e aprender todos os dias a amar e a ensinar. Ser Dinda foi uma das melhores coisas que me aconteceram na vida. 

E sabe aquilo dos 10 anos? Então...! Eu jamais poderia imaginar que hoje ainda teria os mesmos amigos que eu tinha nos meus 16, mas Deus é tão bom e tão maravilhoso, que Ele preservou a nossa amizade. E a Família Trololó só fez crescer e aumentar o amor, a amizade, o respeito e a cumplicidade. E é muito gratificante ver o crescimento e amadurecimento de cada um de nós! 

E é por isso que, mesmo que nada tenha saído como eu planejei, sei que tudo foi cuidadosamente planejado e cuidado por Deus. Por isso, sou muito grata a Ele por mais este ano de vida. E que venham muitos outros, sempre guiados por Deus!


Kari Mendonça 

Nenhum comentário: